sábado, 31 de maio de 2014

No apagar das luzes

Substituto de Victor, Giovanni falha feio e São Paulo vence o Atlético-MG com gol no fim

De Belo Horizonte.
Por Manuel Carvalho.

31/05/2014 - O São Paulo manteve as esperanças de sair vitorioso do Morumbi até o fim. Mas não contava com um “frango” do goleiro Giovanni, aos 44 minutos da segunda etapa, para vencer a partida contra o Atlético-MG por 2 a 1. O gol da vitória, marcado por Pabón, saiu em cobrança de falta. Antes disso, Luis Fabiano abriu o placar para o time do Morumbi aos 10 minutos do primeiro tempo, e Josué deixou tudo igual aos 33 minutos da etapa final.

Com o resultado, o São Paulo deu um bom salto na tabela de classificação, e dorme na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos, podendo ser ultrapassado por Fluminense, Corinthians e Internacional, que jogam neste domingo. Já o Galo vê sua reação no Brasileirão ser interrompida. O time de Levir Culpi, que não perdia há cinco rodadas, fica com 14 pontos, na sétima colocação.


Foto: Rubens Chiri/Divulgação saopaulofc.net

Agora, as duas equipes entram em férias e só voltam depois da Copa do Mundo, quando o Brasileirão retornará. O Tricolor terá pela frente o Bahia, no dia 16 de julho, no estádio da Fonte Nova, em Salvador. Antes disso, fará uma preparação de 15 dias, incluindo um amistoso em Orlando, Estados Unidos. Já o Atlético-MG disputará três partidas na China entre 19 e 29 de junho. Na volta, encara a Chapecoense, também no dia 16 de julho, na Arena Condá, em Chapecó.

O jogo

O São Paulo começou pressionando no campo de ataque, mas o jogo estava muito truncado e o Atlético conseguia neutralizar todas as investidas. Osvaldo era o mais acionado no início de partida, e foi de seus pés que saiu o cruzamento para o placar ser alterado. Aos 10 minutos, ele fez boa jogada pelo lado esquerdo do campo e cruzou. Luis Fabiano apareceu sozinho na pequena área e cabeceou pro fundo das redes.

Após o gol, o Tricolor continuou pressionando e chegou com perigo mais uma vez. Aos 14, Maicon arriscou de fora da área para defesa de Giovanni. Os visitantes não conseguiam chegar com qualidade e pareciam perdidos em campo. Já o São Paulo se movimentava bastante, principalmente com Osvaldo, que dava muito trabalho à defesa atleticana. Aos 17, Maicon arriscou mais um chute de longe, mas passou ao lado do gol de Giovanni. O meio de campo do São Paulo fazia a diferença, encontrando muita liberdade para armar as jogadas.

Aos 18, o Atlético chegou com perigo pela primeira vez. Após troca de passes na entrada da área, Marion chutou e Rogério Ceni defendeu. Em 20 minutos de jogo, o São Paulo era muito superior. Criava as melhores chances, enquanto o Galo pouco assustava. Mas, aos 27, Rogério Ceni salvou o São Paulo. Depois do cruzamento do lado esquerdo, Pierre apareceu livre dentro da área; ele tentou tocar por baixo, mas o goleiro fez grande defesa.

Aos 32, após lançamento, Rogério Ceni tentou interceptar com o pé, mas perdeu o tempo da bola, que ficou com Diego Tardelli. Mesmo sem ângulo, o atacante tentou chutar e Douglas salvou com a barriga. Aos 35, Dátolo arriscou de longe e a bola passou bem perto da trave de Rogério Ceni. Depois de um começo muito superior do São Paulo, o Atlético cresceu de produção e já conseguia criar boas chances. O time da casa não conseguia mais chegar com a mesma qualidade, e o Galo já pressionava em busca do empate.

O segundo tempo começou sem nenhuma alteração. O Galo voltou melhor, mas o São Paulo marcava bem e não deixava espaços. Mesmo sem criar chances efetivas de gol, os visitantes estavam mais organizados em campo, enquanto o Tricolor estava mais acuado e não criava mais nada ofensivamente.

A primeira chance de gol do segundo tempo demorou, mas aconteceu aos 32 minutos. Em uma falta próxima da área, Diego Tardelli pegou muito bem na bola, mas ela bateu na trave direita de Rogério Ceni. No minuto seguinte o Galo chegou ao gol de empate. Neto Berola recebeu de Guilherme e encontrou Josué livre na pequena área, e ele só teve o trabalho de empurrar para as redes.

O jogo se encaminhava para o empate, mas aos 44 minutos, um lance infeliz decidiu a partida. Pabón cobrou falta de muito longe, e o goleiro Giovanni, ao tentar segurar a bola, levou um frango inacreditável. O São Paulo chegou ao gol da vitória nos minutos finais, mesmo depois de ter sido inferior no segundo tempo.

Ficha do jogo:

São Paulo 2x1 Atlético-MG

SÃO PAULO:
Rogério Ceni; Douglas, Lucão, Antônio Carlos e Reinaldo; Souza, Maicon (Denílson) e Ganso; Osvaldo, Alexandre Pato (Pabon) e Luis Fabiano.
Técnico: Muricy Ramalho

ATLÉTICO-MG:
Giovanni; Claudinei, Leonardo Silva, Edcarlos e Émerson Conceição; Pierre, Josué e Dátolo; Diego Tardelli, Marion (Neto Berola) e André (Guilherme).
Técnico: Levir Culpi

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Público: 27.580 torcedores
Renda: R$ 363.927,00
Data: 31/05/2014
Horário: 18h30

Gol: São Paulo: Luis Fabiano, aos 10 minutos do primeiro tempo, e Pabón, aos 44 minutos do segundo tempo; Atlético-MG: Josué, aos 33 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ) 
Assistentes: Dibert Pedrosa (RJ) e Wagner de Almeida Santos (RJ)

Cartões amarelos: Denílson, Lucão e Reinaldo (São Paulo); Pierre e Émerson Conceição (Atlético-MG)

***

9ª rodada: 
Sábado (31/5), às 18h30: 
São Paulo 2x1 Atlético-MG
Coritiba 3x0 Goiás 
21h: 
Vitória 0x1 Sport 
Domingo (1/6), às 16h: 
Cruzeiro x Flamengo 
Corinthians x Botafogo 
Grêmio x Palmeiras 
Chapecoense x Bahia 
18h30: 
Santos x Criciúma 
Figueirense x Atlético-PR 
Fluminense x Internacional

Classificação: 
1 - Cruzeiro - 16 pontos e 5 vitórias (8 jogos)
2 - São Paulo - 16 pontos e 4 vitórias (9 jogos)
3 - Fluminense - 15 pontos e 5 vitórias (8 jogos)
4 - Corinthians - 15 pontos, 4 vitórias e 6 gols de saldo (8 jogos)
5 - Internacional - 15 pontos, 4 vitórias e 3 gols de saldo (8 jogos)
6 - Goiás - 15 pontos, 4 vitórias e 0 gol de saldo (9 jogos)
7 - Atlético-MG - 14 pontos, 2 gols de saldo e 11 gols pró (9 jogos)
8 - Grêmio - 14 pontos, 2 gols de saldo e 7 gols pró (8 jogos)
9 - Palmeiras - 12 pontos (8 jogos)
10 - Sport - 11 pontos, 3 vitórias e -3 gols de saldo (8 jogos)
11 - Criciúma - 11 pontos, 3 vitórias e -5 gols de saldo (8 jogos)
12 - Santos - 11 pontos e 2 vitórias (8 jogos)
13 - Atlético-PR - 10 pontos (8 jogos)
14 - Botafogo - 8 pontos e 1 gol de saldo (8 jogos)
15 - Bahia - 8 pontos e -1 gol de saldo (7 jogos)
16 - Coritiba - 7 pontos e -2 gols de saldo (9 jogos)
17 - Vitória - 7 pontos e -3 gols de saldo (9 jogos)
18 - Flamengo - 7 pontos e -4 gols de saldo (8 jogos)
19 - Chapecoense - 5 pontos (8 jogos)
20 - Figueirense - 4 pontos (8 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário