quarta-feira, 21 de maio de 2014

Na insistência

Coritiba desperdiça muitos gols, mas insiste até conseguir o empate com Internacional

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

21/05/2014 - O Coritiba segue sem vencer no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, o Coxa recebeu o Internacional no Couto Pereira, pela sexta rodada da competição, e só conseguiu um empate por 1 a 1. A equipe paranaense foi superior ao adversário durante toda a partida, enquanto os colorados jogavam recuados e não ofereciam muito perigo aos donos da casa. Entretanto, mesmo sem se impor, quem abriu o placar foi o Inter. O empate do Coxa só veio depois de muitas tentativas e gols desperdiçados. Com esse resultado, o Coritiba continua na zona de rebaixamento, com apenas quatro pontos. O Internacional perde a liderança para o Cruzeiro e fica em quarto lugar, com 12 pontos, podendo ser ultrapassado pelo Goiás, que enfrenta o Santos nesta quinta.

Na próxima rodada, briga pelo topo da tabela. O Internacional recebe o Cruzeiro, no estádio Centenário, em Caxias do Sul, no domingo (25), às 18h30. O Coritiba encara o Atlético-PR no mesmo dia, mas às 16h, no estádio Willie Davids, em Maringá.

Alan Patrick marcou o gol colorado.
(Foto: Divulgação/Site Oficial do Internacional)

O jogo

Os primeiros 45 minutos de partida foram de pressão do Coritiba. Os donos da casa eram mais organizados em campo, chegaram por diversas vezes ao ataque, porém, esbanjaram gols perdidos. O Internacional, cheio de desfalques, possuía dificuldades de marcar o adversário, errava muitos passes e foi pouco ofensivo. Mesmo com um rendimento inferior, foi o time colorado quem abriu o placar no Couto Pereira.

Desde os primeiros minutos, o Coxa partiu para o ataque. Aos 15 minutos, Alex cobrou falta para Leandro Almeida chutar para fora. No lance seguinte, Roni chutou e Dida tirou. No rebote, a bola sobrou para o Zé Love que, de frente para o gol e com o goleiro caído, isolou. O Inter conseguiu balançar as redes em uma das primeiras vezes que chegou ao ataque. Aos 20 minutos, Alan Patrick avançou com a bola e chutou. Wellington Paulista tentou sair da bola, mas a redonda desviou no atacante, tirando o goleiro da jogada, e foi parar no fundo do gol.

O Coritiba não se abalou e continuou buscando o gol. Alex cobrou falta aos 33 minutos e encontrou novamente Leandro Almeida livre. A zaga do Inter mais uma vez cochilou, mas teve sorte e o zagueiro isolou a bola. A equipe colorada quase não ia ao ataque, mas quando chegava ao gol de Fábio, levava perigo. Valdivia arrancou pela esquerda, aos 42 minutos, driblou dois adversários e tocou para Otávio, que chutou por cima do gol de Vanderlei.

A etapa completar continuou com pressão total do Coxa. No primeiro minuto, não veio o empate por pouco. Carlinhos cruzou da esquerda para Victor Ferraz, que chutou cruzado, tirando tinta da trave. O Internacional estava muito recuado, chamando o adversário para seu campo, e não conseguia encaixar um contra-ataque para matar a partida.

O time paranaense estava afobado para concluir as jogadas, o que facilitava a vida da defesa colorada. Quando a equipe trabalhava melhor a bola, levava perigo ao gol do Inter. Aos 19 minutos, Jajá chutou rasteiro, a bola desviou na zaga e Dida foi no cantinho para fazer a defesa. O empate só veio aos 29 minutos. Jajá mandou uma bomba de fora da área e Dida espalmou; no rebote, Keirrison foi derrubado pelo goleiro e o juiz assinalou pênalti. Na cobrança, Alex deixou tudo igual.

Devido à quantidade de desfalques, o empate parecia um bom resultado para o Internacional, que fazia o tempo passar. O Coritiba ainda acreditava na vitória, que quase aconteceu em uma grande jogada de Jajá. O meia do Coxa percebeu que Dida estava adiantado e arriscou um chute com muito efeito, mas o goleiro conseguiu voltar e defender.

Ficha de jogo:

Coritiba 1 x 1 Internacional

CORITIBA:
Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Welinton e Carlinhos; Chico, Baraka, Norberto (Jajá), Alex e Roni (Geraldo); Zé Love (Keirrison).
Técnico: Celso Roth

INTERNACIONAL:
Dida; Diogo, Índio (Alan Costa), Ernando e Fabrício; Ygor, Wellington, Alan Patrick (Valdivia), Alex (Jair) e Otávio; Wellington Paulista.​
Técnico: Abel Braga

Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 21/05/2014
Horário: 19h30 (de Brasília)
Público: 13.819 pessoas
Renda: R$ 231.355,00

Gols: Alex, aos 29 minutos do segundo tempo (Coritiba); Wellington Paulista, aos 20 minutos do primeiro tempo (Internacional)

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Bruno Raphael Pires (GO)

Cartões amarelos: Alex, Roni (Coritiba); Wellington, Valdívia, Índio, Otávio, Wellington Paulista (Internacional)

***

6ª rodada:
Quarta (21/5), às 19h30: 
Flamengo 1x1 Bahia 
21h: 
Criciúma 1x0 Chapecoense 
22h: 
Corinthians 1x1 Atlético-PR 
Grêmio 2x1 Botafogo 
Quinta (22/5), às 19h30: 
Goiás x Santos 
Palmeiras x Figueirense 
21h: 
Vitória x Atlético-MG

Classificação: 
1 - Cruzeiro - 13 pontos e 4 gols de saldo
2 - Grêmio - 13 pontos e 3 gols de saldo
3 - Fluminense - 12 pontos e 4 vitórias
4 - Internacional - 12 pontos e 3 vitórias
5 - Goiás - 10 pontos (5 jogos)
6 - Palmeiras - 9 pontos e 3 vitórias (5 jogos)
7 - São Paulo - 9 pontos, 2 vitórias, 2 gols de saldo e 11 gols pró
8 - Corinthians - 9 pontos, 2 vitórias, 2 gols de saldo e 5 gols pró
9 - Bahia - 8 pontos (5 jogos)
10 - Atlético-MG - 7 pontos e 0 gol de saldo (5 jogos)
11 - Sport - 7 pontos e -1 gol de saldo (5 jogos)
12 - Criciúma - 7 pontos e -6 gols de saldo
13 - Santos - 6 pontos e 1 gol de saldo (5 jogos)
14 - Atlético-PR - 6 pontos e -1 gol de saldo
15 - Vitória - 5 pontos e -1 gol de saldo (5 jogos)
16 - Flamengo - 5 pontos e -4 gols de saldo
17 - Botafogo - 4 pontos e 1 vitória
18 - Coritiba - 4 pontos e 0 vitória 
19 - Figueirense - 3 pontos (5 jogos)
20 - Chapecoense - 2 pontos

0 comentários :

Postar um comentário