quinta-feira, 29 de maio de 2014

Mais um desafio

Brasil enfrenta a Polônia nesta quinta, em Maringá, pela Liga Mundial de Vôlei

De Maringá.
Da Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Voleibol.

29/05/2014 - A segunda etapa da Liga Mundial 2014 é contra a Polônia, campeã da edição de 2012. E o Brasil chega com total disposição à cidade de Maringá (PR), onde acontecerão os dois jogos. O primeiro será nesta quinta-feira (29.05), às 14h45, no ginásio Chico Neto. O segundo será na sexta (30.05), no mesmo horário e no mesmo local. A TV Globo transmitirá as duas partidas. Para a seleção brasileira masculina de vôlei, o único objetivo neste momento é vencer.

Bernardinho comanda treino da seleção brasileira. 
(Foto: Alexandre Arruda/CBV)

Os dois resultados negativos na primeira etapa da competição não estavam nos planos, mas fazem parte do passado. Segundo o capitão Bruninho, o grupo soube trabalhar bem as derrotas e vai, agora, com mais força ainda na busca pelas vitórias.

“Sabemos que esse ainda é um início de trabalho. Sem dúvida, as derrotas doem. A verdade é que estamos mais acostumados com as vitórias do que com as derrotas, ainda bem, mas não é isso que vai fazer com que alguém perda o foco. Sabemos que jogamos aquém do que podemos e temos que pensar no nosso jogo, na nossa condição e é isso que vamos fazer para sairmos daqui com as vitórias”, afirmou Bruninho.

Para vencer os dois jogos contra a Polônia, o técnico da seleção brasileira Bernardinho sabe que seu time ainda precisa evoluir. E viu como positivo o trabalho realizado até agora na cidade paranaense.

“O time precisa ser mais consistente no saque, já que essa é o ponto de partida. O passe também é muito importante para que a nossa rodada de bola seja melhor. Nosso entrosamento não é o melhor ainda em função do pouco tempo de treinamento. Trabalhamos bem nos treinos em Maringá e o time precisa crescer. Estamos em boas condições, apesar do frio que atrapalha um pouco, mas os jogadores estão dedicados e isso não vai nos prejudicar em nada”, comentou o treinador brasileiro.

Bernardinho ainda destacou o valor do adversário. “A Polônia é uma equipe de muita tradição. Campeã olímpica em 76 e sempre uma candidata nas competições que participa e, obviamente, tem sempre equipes muito altas, e com um ótimo voleibol. Não podemos pensar na questão da altura deles e, sim, no volume de jogo, na nossa técnica mais apurada, que são coisas dessa natureza que vão trazer para o Brasil condições de vencer as partidas e continuar ganhando campeonatos”, concluiu Bernardinho.

Experiência internacional a favor do Brasil

O ponteiro Lipe se juntou ao grupo brasileiro nesta semana e é novidade para a segunda etapa da Liga Mundial. Experiente e com boa bagagem internacional, o atacante sabe que os resultados anteriores não podem abalar e que o momento é de concentrar para buscar as vitórias contra a Polônia, seleção que conhece bem.

“Joguei na Polônia na temporada retrasada e acho que a experiência de estar lá fora ajuda um pouco. Estou o tempo inteiro em contato com eles enquanto jogo o Europeu e acompanho como eles estão jogando, o que estão fazendo de diferente, e isso é muito importante. Quanto mais informação o grupo tiver, melhor. Vejo que eles estão jogando com muita agressividade no saque e nós precisamos disso também”, explicou Lipe.

Além dos ensinamentos técnicos, o ponteiro tem outras qualidades para passar para o grupo neste momento: disposição e garra.

“Sempre fui muito agressivo no jogo e hoje estou mais próximo do estilo como se joga lá fora. Vi um time jogando bem e com alguns problemas de falta de entrosamento, já que tivemos muito pouco tempo para treinar. Sei que temos qualidade e que podíamos ter vencido a Itália, mas agora é outro momento. Sou mais alegre mesmo, todo mundo sabe, e vou tentar dar energia o tempo todo para o grupo”, concluiu Lipe.

0 comentários :

Postar um comentário