segunda-feira, 19 de maio de 2014

B.A. na Copa #8: Grupo A

Na oitava matéria da série especial da Copa, analisamos o Grupo A, a chave do Brasil

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

19/05/2014 - Começamos nesse domingo (18) a falar sobre os grupos da Copa do Mundo 2014 aqui na série "B.A. na Copa". Hoje, de forma mais detalhada, falaremos sobre o Grupo A, que conta com Brasil, Croácia, México e Camarões.



Brasil: O favorito

A seleção brasileira não deve desperdiçar a oportunidade, ainda mais jogando em casa. O grupo não é lá tão complicado assim, restando à Croácia e ao México a luta pela segunda vaga. O time europeu deve levar a melhor.

Falando da equipe de Felipão, a esperança em 2014 é depositada nos pés de Neymar. O craque do Barcelona, dono da camisa 10 da seleção, tem a missão de conduzir o Brasil ao sucesso em casa aos 22 anos. Ele já mostrou que tem poder para isso. Apesar de ser a estrela, Neymar não estará sozinho. Além do bom time que demonstrou força na Copa das Confederações, com destaque para a imponente vitória sobre a Espanha por 3 a 0, a força do torcedor também deve ser fator importante.

Nos acostumamos ao longo da história a destacarmos os ataques verde e amarelos, mas agora também contamos com um bom sistema defensivo. Thiago Silva já era unanimidade e David Luiz cresceu muito com Felipão. Daniel Alves e Marcelo também estão entre os melhores do mundo e Luiz Gustavo foi o cão de guarda na Copa das Confederações. Resta saber se ele será titular ou se perderá posição para o recém-chegado Fernandinho, que jogaria ao lado de Paulinho. Mais à frente, Oscar abastece o ataque, formado, além de Neymar, por Hulk e Fred.


O time campeão da Copa das Confederações.
(Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Os 23 convocados

Goleiros: Jefferson (Botafogo), Júlio César (Toronto) e Victor (Atlético-MG)

Laterais: Daniel Alves (Barcelona), Maicon (Roma), Marcelo (Real Madrid) e Maxwell (PSG)

Zagueiros: David Luiz (Chelsea), Dante (Bayern), Henrique (Napoli) e Thiago Silva (PSG)

Meias: Fernandinho (Manchester City), Hernanes (Internazionale), Luiz Gustavo (Wolfsburg) 
Oscar (Chelsea), Paulinho (Tottenham), Ramires (Chelsea) e Willian (Chelsea)

Atacantes: Bernard (Shakhtar), Fred (Fluminense), Hulk (Zenit), Jô (Atlético-MG) e Neymar (Barcelona)

Time-base: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo (Fernandinho), Paulinho e Oscar; Neymar, Hulk e Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari.


Participações em Mundiais: 19 - única a jogar todas as edições (5 títulos)

Posição no ranking da FIFA:

Tabela de jogos:

12/06, às 17h: Brasil x Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP) 
17/06, às 16h: Brasil x México, no Castelão, em Fortaleza (CE) 
23/06, às 17h: Camarões x Brasil, no Mané Garrincha, em Brasília (DF)


Foto: AFP

Croácia: Favorita à segunda vaga


Após conseguir a segunda colocação no Grupo A das Eliminatórias Europeias (17 pontos, 5 vitórias, 2 empates, 3 derrotas), ficando atrás da líder e invicta Bélgica, a Croácia teve que jogar a repescagem e derrotou a Islândia (0 a 0 no primeiro jogo e 2 a 0 na volta). Assim, garantiu sua vaga sem muitos problemas. 

A equipe europeia é apontada como o segundo melhor time desta chave, contando com alguns jogadores interessantes. Entre os destaques estão o centroavante Mandzukic, de saída do Bayern de Munique, os meias Modric, do Real Madrid, e Kovacic, da Internazionale. Também no elenco está Olic, hoje no Wolfsburg, e os brasileiros Eduardo da Silva, do Shakhtar, e Jorge Samir Cruz Campos (Sammir), do Getafe.

A baixa para o Mundial é o zagueiro Josip Simunic, suspenso por 10 partidas devido a um gesto nazista.

Os convocados:

Goleiros: Stipe Pletikosa (Rostov), Danijel Subasic (Monaco) e Oliver Zelenika (Lokomotiva Zagreb)

Defensores: Darijo Srna (Shakhtar Donetsk), Domagoj Vida (Dínamo de Kiev), Sime Vrsaljko (Gênoa), Ivan Strinic (Dnipropetrovsk), Danijel Pranjic (Panathinaikos), Vedran Corluka (Lokomotiv), Dejan Lovren (Southampton), Gordon Schildenfeld (Panathinaikos) e Igor Bubnjic (Udinese)

Meias: Luka Modric (Real Madrid), Ivan Rakitic (Sevilla), Mateo Kovacic (Internazionale), Niko Kranjcar (QPR), Marcelo Brozovic (Dínamo de Zagreb), Ognjen Vukojevic (Dínamo de Kiev), Milan Badelj (Hamburgo), Ivan Mocinic (Rijeka), Mario Pasalic (Hajduk), Jorge Samir Cruz Campos (Getafe)

Atacantes: Mario Mandzukic (Bayern de Munique), Nikica Jelavic (Hull City), Ivica Olic (Wolfsburg), Eduardo Da Silva (Shakhtar Donetsk), Duje Cop (Dínamo de Zagreb), Ivo Ilicevic (Hamburgo), Ivan Perisic (Wolfsburg) e Ante Rebic (Fiorentina)

Time-base: Pletikosa; Srna, Corluka, Lovren e Pranjic; Rakitic, Kovacic e Modric; Olic, Eduardo da Silva e Mandzukic. Técnico: Niko Kovac.


Participações em Mundiais: 3

Posição no ranking da FIFA: 20º

Tabela de jogos:
12/06, às 17h: Brasil x Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP) 
18/06, às 18h: Camarões x Croácia, na Arena Amazônia, em Manaus (AM) 
23/06, às 17h: Croácia x México, na Arena Pernambuco, em Recife (PE)


Foto: Getty Images

México: Longe de seu melhor momento

O México é daquelas seleções de onde sempre se pode esperar alguma surpresa. O elenco conta com bons nomes, como a estrela Chicharito Hernández, o meia Giovani dos Santos e o experiente xerifão Rafa Márquez, além de Peralta, carrasco brasileiro na última final olímpica. Mas, dessa vez, não exala confiança. O time campeão olímpico em 2012 não foi tão bem aproveitado. Também pudera: além do momento técnico não ser dos melhores, já são quatro comandantes em dois anos. Não há sequência no trabalho.

Nas eliminatórias, o time latino foi apenas o quarto colocado no hexagonal final (11 pontos, 2 vitóiras, 5 empates, 3 derrotas), ficando atrás de seleções como Costa Rica e Honduras, além do líder Estados Unidos. Por isso, teve que disputar a repescagem mundial, onde eliminou a Nova Zelândia, representante da Oceania (5 a 1 e 4 a 2).

Podem ser consideradas surpresas na convocação a ausência do goleiro Moisés Muñoz, do América, e a inclusão do experiente zagueiro Salcido, do Tigres.

Os convocados:


Goleiros: Jesús Corona (Cruz Azul), Alfredo Talavera (Toluca) e Guillermo Ochoa (Ajaccio).

Defensores: Paul Aguilar, Francisco Rodríguez e Miguel Layún (América), Héctor Moreno (Espanyol), Rafa Márquez (León), Diego Reyes (Porto), Carlos Salcido (Tigres) e Andrés Guardado (Bayer Leverkusen)

Meias: Héctor Herrera (Porto), Juan José Vázquez, Carlos Peña e Luis Montes (León), Juan Carlos Medina (América), Isaac Brizuela (Toluca) e Marco Fabián (Cruz Azul)

Atacantes: Alan Pulido (Tigres), Javier Hernández (Manchester United), Raúl Jiménez (América), Oribe Peralta (Santos Laguna) e Giovani dos Santos (Villarreal)

Time-base: Corona; Rodríguez, Rafa Márquez e Moreno; Layún, Vásquez, Peña, Giovanni dos Santos e Guardado; Hernández e Peralta. Técnico: Miguel Herrera


Participações em Mundiais: 14

Posição no ranking da FIFA: 19º

Tabela de jogos:

13/06, às 13h: México x Camarões, no Estádio das Dunas, em Natal (RN) 
17/06, às 16h: Brasil x México, no Castelão, em Fortaleza (CE) 
23/06, às 17h: Croácia x México, na Arena Pernambuco, em Recife (PE)


Foto: AFP


Camarões: Azarão


Difícil esperar alguma coisa da seleção camaronesa. Quem sabe uma vitória e tropeços de Croácia e México possam fazer com que a equipe africana vá um pouco longe nesta Copa? Para isso, é fundamental o talento de Samuel Eto'o, eterna estrela da equipe. Outro bom nome é o meio-campista Song, do Barcelona.

Entre os 28 pré-convocados, apenas dois não atuam na Europa: o goleiro Loic Feudjou e do zagueiro Cedric Djeugoue, os dois do Coton Sport Garoua.

Os convocados (28):


Goleiros: Charles Itandje (Konyaspor), N'Dy Assembé (Guingamp), Sammy N'Djock (Fetihespor) e Loic Feudjou (Coton Sport).

Defensores: Allan Nyom (Granada), Dany Nounkeu (Besiktas), Cedric Djeugoue (Coton Sport), Aurelien Chedjou (Galatasaray), Nicolas N'Koulou (Olympique de Marseille), Armel Kana-Biyik (Rennes), Henri Bedimo (Lyon), Benoit Assou-Ekotto (QPR) e Gaetan Bong (Olympiakos).

Meias: Eyong Enoh (Antalyaspor), Jean Makoun (Rennes), Joel Matip (Schalke), Stéphane Mbia (Sevilla), Landry N'Guemo (Bordeaux), Alexandre Song (Barcelona), Raoul Loé (Osasuna) e Edgar Salli (Lens).

Atacantes: Samuel Eto'o (Chelsea), Eric Choupo Moting (Mainz), Benjamin Moukandjo (Nancy), Vincent Aboubakar (Lorient), Achille Webó (Fenerbahçe), Mohamadou Idrissou (Kaiserslautern) e Fabrice Olinga (Zulte-Waregem).

Time-base: Itandje; Assou-Ekotto, N’Koulou, Chedjou e Nyom; Song, Matip, Enoh e Makoun; Eto’o e Webó. Técnico: Volker Finke.


Participações em Mundiais: 6

Posição no ranking da FIFA: 50

Tabela de jogos:
13/06, às 13h: México x Camarões, no Estádio das Dunas, em Natal (RN)
18/06, às 18h: Camarões x Croácia, na Arena Amazônia, em Manaus (AM) 
23/06, às 17h: Camarões x Brasil, no Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Amanhã, a série especial sobre a Copa do Mundo volta para falar sobre o Grupo B, que tem Espanha, Holanda, Chile e Austrália.

Clique e confira mais matérias da série "B.A. na Copa".

0 comentários :

Postar um comentário