segunda-feira, 12 de maio de 2014

A bola pelo mundo #18

Título decidido na Inglaterra e título aberto na Espanha: os destaques do futebol internacional


De Aracaju.
Por Henrique Ferrera.

12/05/2014 - Com os campeonatos chegando ao fim, se esperava ainda a decisão do campeão ingles e do espanhol, mas apenas um deles foi decidido neste final de semana. Fora dos grandes centros teve torcida soltando grito de campeão também. Confira o que aconteceu no final de semana do futebol internacional:


Barclays Premier League

O Etihad Stadium estava lotado para ver o Manchester City receber o West Ham. O time da casa precisava apenas de um empate, mas a lição aprendida dois anos atrás com o Queens Park Rangers. Desta vez, sem chance para fortes emoções: Nasri abriu o placar no fim do primeiro tempo, e no início da segunda etapa o francês serviu Kompany, que selou o quarto título dos Citizens.

O Arsenal foi até Carrow Road e decretou a última vaga do rebaixamento ao Norwich. Arsène Wenger consegue manter os Gunners em sua sequência de participações na Champions League, mas tem seu trabalho cada vez mais questionado. O jogo foi tranquilo, com a vitória por 2 a 0 dando um alento final à temporada. Ramsey marcou um golaço, terminando bem a ótima temporada atrapalhada pelas lesões, e Jenkinson fechou o placar.

Classificação após a última rodada:
1º Manchester City (86)
2º Liverpool (84)
3º Chelsea (82)
4º Arsenal (79)
5º Everton (72)
Artilheiro: Luís Suárez (Liverpool), com 31 gols

Serie A TIM

O Napoli vem sendo ofensivamente eficiente nas últimas rodadas e contra a Sampdoria, no Luigi Ferraris, deu mais uma mostra do que vem por aí na próxima temporada. Vitória categórica por 5 a 2 em Gênova. Zapata, reserva, e Insigne, que perdeu espaço em um período da temporada, abriram a contagem. Éder diminuiu, mas Callejón, Hamsik e o jovem Mustafi (contra) assinalaram a goleada. Wszolek só diminuiu o dano no final.

Já o Milan de Seedorf não sai da crise. Parecia que o time ia lutar pela Europa League, mas caiu no Atleti Azzurri d'Italia, perdendo de virada para o Atalanta. Bellini marcou contra no início da segunda etapa, mas Denis empatou cobrando pênalti, e já nos acréscimos Brienza foi lá e guardou o tento da vitória, tirando completamente a chance dos rossoneri participarem de alguma competição europeia na próxima temporada.

No Olímpico de Roma, a Roma recebeu a Juventus no duelo de vice-líder e líder. O jogo se encaminhava para um 0 a 0 um tanto quanto enfadonho, até que Osvaldo, aos 49 minutos, fez lamentar a torcida que já comemorou muitos dos seus gols. Vitória da Vecchia Signora para coroar a excelente campanha dos comandados de Antonio Conte. 

O Giuseppe Meazza estava lotado para dar o último adeus à Javier Zanetti. Biava tentou estragar a festa, mas Kovacic impediu, dando três assistências na vitória por 4 a 1, com os gols marcados duas vezes por Palacio, uma por Icardi e um belo tiro de Hernanes. Com a vitória consolidada, o veterano argentino entrou e pôde ser ovacionado pela torcida nerazurra.

Classificação após [37] rodadas:
1º Juventus (99)
2º Roma (85)
3º Napoli (75)
4º Fiorentina (64)
5º Internazionale (60)
Artilheiro: Ciro Immobile (Torino), com 22 gols

Liga BBVA

O Real Madrid poderia ter aproveitado os empates de Barça e Atleti para entrar na briga pelo título, mas Carlo Ancelotti nem usou força máxima e acabou sucumbindo ao Celta de Vigo por 2 a 0, no Estadio de Balaídos. A atuação do time beirou o patético, e a imagem de Willian José entrando em campo com a camisa merengue ilustra um pouco o jogo de domingo. Do lado do Celta, o brasileiro Charles marcou os dois gols da partida.

Com a derrota do Madrid, o Vicente Calderón fervia com a possibilidade do título sair ainda nesta rodada. Só que Samuel jogou um balde de água fria após a falha de Alderweireld. O zagueiro belga se redimiu e devolveu a igualdade ao placar nove minutos depois. A expulsão de Angeleri e a confirmação do empate do Barcelona com o Elche inflamou o estádio, mas o gol do título que caiu nos pés de Adrián aos 49 parou nas mãos de Willy Caballero. Fica para o último jogo.

Classificação após [37] rodadas:
1º Atlético de Madrid (89)
2º Barcelona (86)
3º Real Madrid (84)
4º Athletic Bilbao (69)
5º Sevilla (60)
Artilheiro: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), com 31 gols

Bundesliga

No Olímpico de Berlim, Lewandowski vestiu a camisa do Borussia Dortmund pela última vez. O polonês abriu caminho para a vitória sobre o Hertha, marcando aos 41 do primeiro tempo. Ainda teve tempo do garoto Jojic marcar antes do intervalo. Na volta, Lewa marcou de novo, e logo em seguida Mkhitaryan selou a goleada do Borussia.

Classificação após a última rodada:
1º Bayern de Munique (90)
2º Borussia Dortmund (71)
3º Schalke 04 (64)
4º Bayer Leverkusen (61)
5º Wolfsburg (60)
Artilheiro: Robert Lewandowski (Dortmund), com 20 gols

Ligue 1

Os renegados por Felipão brilharam na vitória do PSG sobre o Lille no Stade Pierre-Mauroy. Ajudados pela expulsão do meia Martin, os parisienses venceram por 3 a 1. Marquinhos abriu o placar no final da primeira etapa. Na segunda, quem apareceu foi Lucas, fazendo o dele e dando o passe para Matuidi marcar o terceiro. Delaplace fez o de honra do Lille e deu números finais.

Classificação após [37] rodadas:
1º Paris Saint Germain (86)
2º Monaco (79)
3º Lille (68)
4º Saint Étienne (66)
5º Lyon (58)
Artilheiro: Zlatan Ibrahimovic (PSG), com 25 gols

Outros destaques

Teve brasileiro fazendo gol e levantando taça na Ucrânia. No campeonato onde é soberano, o Shakhtar teve sua temporada mais difícil, mas chegou ao tricampeonato. Muito graças à Luiz Adriano, que marcou duas vezes na vitória por 3 a 1 fora de casa contra o Zorya Luhansk. Mais uma festa do Shakhtar, a nona em sua história.

0 comentários :

Postar um comentário