quarta-feira, 2 de abril de 2014

Vacilo

Botafogo perde em casa e decidirá a classificação só na última rodada da Libertadores

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

02/04/2014 - O Botafogo recebeu a Unión Española, no Maracanã, pela quinta rodada da fase de grupos da Taça Libertadores. As duas equipes precisavam da vitória para garantir a classificação antecipada para as oitavas de final. O time alvinegro começou dominando o jogo, transparecendo que não teria dificuldades para vencer. No entanto, o Fogão perdeu muitas oportunidades, principalmente no princípio do segundo tempo, e foi penalizado com um gol de pênalti da equipe chilena. Mesmo com a derrota por 1 a 0, o Botafogo ocupa a segunda posição do Grupo 2, com sete pontos. Os três pontos conquistados fora de casa hoje garantem a Unión Española na próxima fase da competição. Primeiro da chave, tem nove pontos.

O Botafogo terá que decidir a sua classificação contra o San Lorenzo (quarto, com cinco pontos) na Argentina, na próxima quarta-feira, às 22h (de Brasília), no estádio Nuevo Gasómetro. Para não depender de outros resultados, o alvinegro carioca precisa vencer fora de casa. Caso empate ou perca, o Bota dependerá de um tropeço do Independiente del Valle (terceiro, com cinco pontos) contra o próprio Unión Española no Santa Laura, no Chile, no mesmo dia e horário.

Foto: Luciano Belford/SSPress/Divulgação Botafogo

O jogo

A primeira etapa foi de intensa movimentação. O meio de campo possuía muito espaço para Botafogo e Unión Española trabalharem a bola, porém, na entrada da área, a marcação apertava, com muitas faltas assinaladas para os dois lados. Sobrava correria e faltava calibrar a pontaria. Os jogadores chutavam de curta e longa distância, mas a bola passava longe do gol. Dessa maneira, poucas oportunidades claras de gols foram criadas.

Sem ser ameaçada, a equipe brasileira chegou mais perto de abrir o placar. Aos 25 minutos, Bolatti surgiu no meio dos zagueiros e ganhou no alto, mas mandou de cabeça para fora. No final, teve pressão botafoguense. Aos 43 minutos, Lucas cruzou para Wallyson na segunda trave. O atacante subiu livre na pequena área, escorou para Henrique e o goleiro Sánchez defendeu. Dois minutos depois, após boa troca de passes, a bola chegou em Lodeiro. De frente para o gol, o meia bateu colocado e a bola saiu à direita.

No segundo tempo, o Botafogo começou dominando a partida. Aos dois minutos, Lucas colocou na cabeça de Henrique, que concluiu mal para fora. A zaga do Unión errou, aos seis minutos, e a bola sobrou limpa para Henrique na pequena área. O atacante chutou em cima de Sánchez. No rebote, Jorge Wagner bateu forte e o goleiro espalmou de novo. Na sequência, o impedimento de Henrique é marcado. Inacreditável o gol perdido pelo Fogão. Aos 21 minutos, Bolatti apareceu livre na segunda trave e cabeceou. A bola ficou pipocando na área, passou por Lodeiro e Jorge Wagner, mas ninguém alcançou.

A ansiedade por fazer logo o gol tomava conta dos jogadores botafoguenses, que passaram a ir em grande número ao ataque e deixar espaço para o adversário avançar com perigo no contra-ataque. A mina para o Unión Española era o lado esquerdo alvinegro, jogando nas costas do lateral Julio Cesar. Foi por esse setor que saiu o gol da equipe chilena. Após perder na corrida para o oponente, Júlio Cesar cometeu pênalti aos 26 minutos. Canales cobrou com categoria, sem chance alguma para o goleiro Jefferson.

Ficha de jogo:

Botafogo 0 x 1 Unión Española

BOTAFOGO:
Jefferson; Lucas, Bolívar, Dória, e Júlio Cesar (Renato); Marcelo Mattos (Daniel), Bolatti, Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson e Henrique (Ronny).
Técnico: Eduardo Hungaro

UNIÓN ESPAÑOLA:
Diego Sanchéz; Currimilla, Ampuero, Navarrete e Berardo; Luis Pavez, Faravelli (Villagra), Cristian Chávez (Diego Scotti) e Matias Campos; Canales e Sebastián Jaime.
Técnico: Sierra

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: 02/04/2014
Público: 43.293

Gol: Canales, aos 26 minutos do segundo tempo (Unión Española)

Árbitro: Daniel Fedorkzuc (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa (Uruguai) e Nicolas Taran (Uruguai)

Cartões amarelos: Júlio Cesar e Marcelo Mattos (Botafogo); Berardo (Unión Española).

0 comentários :

Postar um comentário