domingo, 30 de março de 2014

Final prevista

Atlético e América empatam na segunda partida da semi e Galo vai encarar o Cruzeiro na final do Mineiro

De Belo Horizonte.
Por Vinícius Silveira.

30/03/2014 - O 100º Campeonato Mineiro da história terá uma final prevista por 99% dos torcedores do estado. Cruzeiro e Atlético farão mais uma decisão do estadual. Na partida diante do América-MG, pela semifinal, o Coelho assustou com pouco minutos, mas no segundo tempo, veio o alívio com uma atuação mais convincente do Galo. No fim, empate por 1 a 1. Carlos Renato fez para os americanos, e Neto Berola, para os atleticanos.

Ambos os times vão esquecer o Campeonato Mineiro e pensar em outras competições. O Atlético vai até Bogotá, na Colômbia, e encara o Independiente Santa Fé, na quinta-feira (3), às 23 horas, horário de Brasília. O América terá olhos voltados para a Copa do Brasil. O Coelho viajará até o Amapá e enfrenta o Santos, na quarta.

 Foto: Bruno Cantini/Atlético Mineiro

A final do Campeonato Mineiro será nos próximos dois domingos, dias 6 e 13 de abril, com o primeiro jogo acontecendo no Independência, e o segundo, no Mineirão. O Cruzeiro tem a vantagem de dois empates ou uma vitória e derrota pelo mesmo saldo de gols, pois terminou em primeiro lugar na fase de classificação e o Atlético, em segundo.

Susto logo de cara

Os dois times entraram em campo sabendo de suas condições. O resultado do primeiro jogo, 4 a 1, ditava o tom de cada uma das equipes. O América estava com a corda toda e logo aos quatro minutos, Carlos Renato dominou com o braço e bateu na saída do goleiro Victor, marcando o gol americano. Jogadores reclamaram da arbitragem comandada por Emerson de Almeida Ferreira, aumentando ainda mais os ânimos dos atletas em campo.

No decorrer do jogo, o Atlético foi encontrando seu caminho dentro de campo, aproveitando sempre a velocidade de Marion, pela esquerda, e Jô, como pivô. Entretanto, as jogadas que deram foram bolas alçadas na grande área e cabeceadas por Otamendi e Jô, que passaram próximas à trave de Matheus. O América sempre atacava nos erros atleticanos, e com as investidas sendo puxadas por Tchô e Ricardinho, e aproveitando a velocidade dos laterais Elsinho e Gilson, e também de Carlos Renato. A melhor chance foi na cabeçada de Andrei, que Victor fez excelente intervenção.

Galo devolve na mesma moeda

No segundo tempo, o Atlético entrou mais ligado e o América acabou dormindo no ponto quando não devia. Guilherme cobrou a falta, o zagueiro Cesar Lucena tocou na bola e ela se ofereceu a Neto Berola, que bateu de primeira para estufar as redes americanas. O gol derrubou as pretensões do Coelho e deu sobrevida ao Galo. Para complicar o que já estava difícil, depois do gol, o time americano perdeu dois jogadores por expulsão: Carlos Renato e Obina.

Por sua vez, o Atlético-MG não vacilou e partiu para cima buscando a virada, mas pecava nas finalizações e também na perícia do goleiro Matheus. No final, os torcedores atleticanos comemoraram mais uma final de Campeonato Mineiro, buscando o 43º título. Ao América, que foi muito bravo ao sair da zona de rebaixamento e chegar ao G-4, resta a busca pelo acesso a primeira divisão do Brasil.

Ficha do jogo:

Atlético-MG 1 x 1 América-MG

ATLÉTICO:
Victor; Alex Silva, Edcarlos, Otamendi e Dátolo; Claudinei, Leandro Donizete (Eduardo), Guilherme e Marion; Neto Berola (Carlos) e Jô (André).
 TÉCNICO: Paulo Autuori

AMÉRICA:
Matheus; Elsinho, César Lucena, Lula e Gilson; Andrei Girotto (Diego), Carlos Renato, Leandro Guerreiro e Tchô (Cleyton); Ricardinho (Elvis) e Obina.
TÉCNICO: Moacir Júnior 
 
Segundo jogo da semifinal do Campeonato Mineiro 2014
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 30/03/2014

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (CBF/FMF) Assistentes: Pablo Almeida Costa (CBF/FMF) e Marconi Helbert Vieira (CBF/FMF) 
 
Cartões amarelos: Guilherme, Dátolo, Neto Berola e Edcarlos (Atlético-MG); Leandro Guerreiro, Obina, Andrei Girotto e Carlos Renato (América-MG)
Cartões vermelhos: Carlos Renato e Obina (América-MG)

Gols: Carlos Renato, aos quatro minutos do primeiro tempo; Neto Berola, aos dois minutos do segundo tempo.

0 comentários :

Postar um comentário