terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Terceira seguida

Pela Superliga Masculina, Vivo/Minas perde para Montes Claros e acumula terceira derrota consecutiva em casa. Dileo pede demissão

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

04/02/2014 - A fase não é nada boa para o Vivo/Minas na Superliga Masculina de Vôlei. Na noite desta terça-feira, em jogo antecipado da décima rodada do segundo turno da competição, o Minas necessitava da vitória contra o Montes Claros para esquecer a sequência de dois tropeços (contra a lanterna UFJF e o Moda/Maringá). O MOC, que segue de olho na zona de classificação e não tem nada a ver com o momento ruim da equipe minas-tenista, não quis nem saber. Diante dos muitos erros dos mandantes, o time do interior nem precisou forçar demais para vencer um jogo ruim por 3 sets a 0. As parciais foram de 21/16, 22/20 e 21/19. Após o duelo, o técnico Horacio Dileo pediu demissão e não é mais o comandante do time de Belo Horizonte.

O líbero Tiago Brendle foi escolhido o melhor em quadra e ficou com o Troféu VivaVôlei. Com 12 acertos, o oposto Vivalde foi o maior pontuador da partida. Com 10, Danilo também foi bem pelo Montes Claros. Filip, oposto tcheco do Minas, também fez 10. O Minas continua em quinto com 30 pontos e terá duas pedreiras pela frente. Sesi-SP na quinta (6, às 18h30) e Sada Cruzeiro na terça (11, 21h), os dois líderes da competição. Montes Claros, em nono lugar e com 18 pontos, dois atrás do São Bernardo, oitavo, jogará contra o Voltaço no sábado (8, 18h).

Logo mais, na Rádio B.A., você poderá ouvir as entrevistas registradas após o confronto.

Foto: João Vitor Cirilo/Boleiros da Arquibancada

Quando a bola subiu...

O Minas abriu 5/3 no primeiro set, parecendo ter corrigido os equívocos dos últimos jogos. Porém, parou por aí. Errando muito, sobretudo no saque, viu Montes Claros virar para 14/13 e ampliar a folga logo depois. Fechou em 21 a 16.

Danilo e o MOC voltaram com tudo para o segundo set. O ponteiro anotou quatro dos primeiros cinco pontos do Montes Claros, que abriu 5 a 2, obrigando o técnico Horacio Dileo a pedir tempo. Pelo Minas, só Filip segurava as pontas no ataque, insuficiente para conter o time do interior. Horacio parou de novo quando MOC conseguiu dois bloqueios e abriu 11 a 7. O Minas errava tudo, até passes mais simples. Verdade que o time até melhorou um pouco, sobretudo após dois aces de Henrique. Com o time modificado, conseguiu empatar em 20/20, mas um erro de saque e outro de recepção mandou o set por água abaixo. 22 a 20 para Montes Claros.

No terceiro set, um pouco mais de equilíbrio, mas as coisas ainda estavam complicadas. Após MOC abrir 7/6, o Minas virou, com maior tranquilidade no ataque e também contando com a sorte em ace de Bjelica, que entrou no segundo set. Mas a recepção continuava ruim e Montes Claros voltou a virar. Mais equilibrado, manteve-se em vantagem e fechou a terceira parcial em 21 a 19.

LÍDER - O Sada Cruzeiro reassumiu hoje a liderança da Superliga Masculina. Jogando no Riacho, em Contagem, fez 3 a 0 sobre o Moda/Maringá (21/17, 21/1 e 21/15) e chegou a 48 pontos, abrindo três de diferença para o Sesi, que tem um jogo a menos. Na partida de hoje, o ponteiro cubano Leal foi o destaque, com 13 pontos, e foi escolhido o melhor em quadra. Maringá é o sétimo, com 22 pontos.

Ficha do jogo: 

Vivo/Minas 0x3 Montes Claros Vôlei 
16/21, 20/22 e 19/21 

MINAS: 
Começaram: Marcelinho (1 ponto), Filip (10), Rapha (6), Lucas Lóh (4), Otávio (1) e Henrique (6). Líbero: Lukinha. 
Entraram: Bjelica (2), Maurício (1), Evandro (2) e Franco (8). 
Técnico: Horacio Dileo 

MONTES CLAROS: 
Começaram: Everaldo (2), Edinho (8), Vivalde (12), Danilo (10), Alberto (6) e Petrus (5). Líbero: Tiago Brendle. 
Entraram: Fabiano (0), Athos (3) e Gianzinho (0). 
Técnico: Nery Júnior

Local: Arena Vivo, em Belo Horizonte 
Público: 367 
Data: 04/02/2014 
Horário: 19h (de Brasília) 

Arbitragem: Anderson Caçador (MG) e Ivan Couto (MG) 

Troféu VivaVôlei - melhor em quadra: Tiago Brendle (MOC) 

0 comentários :

Postar um comentário