sábado, 1 de fevereiro de 2014

No detalhe

Em um dos melhores jogos da temporada da Superliga Masculina, Maringá impõe segunda derrota seguida ao Minas em BH

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

01/02/2014 - Os mais de 2000 torcedores presentes na tarde deste sábado na Arena Vivo, em Belo Horizonte, acompanharam aquele que talvez tenha sido o melhor jogo da temporada 2013/2014 da Superliga Masculina de Vôlei. Emoção não faltou. Infelizmente para o time local, a vitória foi visitante. O Moda/Maringá, equipe que tem como líder o experiente levantador Ricardinho, endureceu a partida contra o Vivo/Minas e foi premiado com uma grande vitória em cinco sets. As parciais foram de 21/19, 9/21, 24/26, 21/19 e 17/15, em quase duas horas do jogo válido pela sexta rodada do returno (17ª rodada geral).

O Maringá, de Renato, Acácio e Ricardinho, conquistou grande vitória.
(Foto: Denis Dias)

Depois do péssimo jogo e derrota para a então lanterna UFJF no meio de semana, o técnico Horacio Dileo resolveu modificar a formação inicial do Minas. Trouxe de volta o oposto tcheco Filip (no lugar de Franco) e escalou o ponteiro Rapha (Maurício saiu) e o central Otávio (Bjelica foi para o banco). E a equipe minas-tenista melhorou demais. Se a vitória não veio, foi por um detalhe, mas qualquer uma das equipes que vencesse hoje, o resultado seria justo. 

O levantador Ricardinho foi escolhido o melhor em quadra e ficou com o Troféu VivaVôlei. O oposto Lorena, alvo da torcida durante todo o jogo, marcou 19 pontos e comandou seu time no ataque. Os maiores pontuadores foram do Minas. Rapha fez 21 e Filip fez 20. As mudanças de Dileo mostraram que têm lugar no time titular.

Com o resultado, Maringá atinge 22 pontos (oito vitórias e oito derrotas) e continua em sétimo, enquanto o Minas chega a 30 (dez vitórias e sete derrotas), em quinto. Na próxima terça-feira (4), o Minas recebe o Montes Claros, em jogo da penúltima rodada. Pela sétima do returno, a próxima, o Minas visita o líder Sesi, na quinta (6), às 19h30, enquanto Maringá pega a UFJF, no sábado (8), às 18h30.

Logo mais, na Rádio B.A., você poderá conferir as entrevistas registradas após o duelo deste sábado.

Reassumindo a titularidade, o tcheco Filip foi muito bem.
(Foto: Denis Dias)

Quando a bola subiu...

O Minas mantinha Maringá no jogo com seus erros, sobretudo no saque. Dos primeiros seis pontos do time paranaense, quatro foram em erros minas-tenistas. O time da casa sempre esteve na frente. Não fossem os erros, construiria vantagem tranquila. Porém, Maringá resolveu incomodar no final. Com ace de Lorena, virou para 17/16 e não perdeu mais a folga. 21/19, com dez erros do Minas.

No segundo set, domínio total de um Minas mais equilibrado, sem cometer erros e bem no bloqueio. Henrique marcou três vezes neste fundamento. Maringá se desconcentrou e a prova do desequilíbrio estava em Lorena, discutindo com a arbitragem e entrando na pilha da torcida, que o ovacionava ironicamente. O Minas fez 21 a 9.

O terceiro set já começou com Lorena levando cartão vermelho por reclamação e dando ponto ao Minas. Em uma parcial mais equilibrada, o Minas mantinha-se à frente por dois pontos até a reta final, quando Maringá virou para 16/15 em um dos poucos erros do Minas. Em um fim de set espetacular, o Minas conseguiu vencer, mas só em 26/24, com Filip decidindo no ataque. 

O Minas manteve o embalo no quarto set e abriu 7/5, com Rapha bem ofensivamente. Lorena respondia à altura do outro lado e fazia as coisas permanecerem iguais. Mais tranquilo nos momentos decisivos, Maringá fez 21 a 19 e forçou o quinto set.

No tie-break, o time visitante abriu 8/6 e o Minas tratou logo de empatar. Quando estava prestes a virar, uma decisão polêmica da arbitragem complicou as coisas. Os dois árbitros discutiram e permaneceu a decisão do árbitro principal, Sérgio Cantini, que marcou quatro toques após uma ação de bloqueio. O set ainda se arrastou até Maringá conseguir fechar em 17/15. Grande vitória.

Ficha do jogo: 

Vivo/Minas 2x3 Moda Maringá 
19/21, 21/9, 26/24, 19/21 e 15/17 

MINAS: 
Começaram: Marcelinho (0 ponto), Filip (20), Rapha (21), Lucas Lóh (11), Otávio (11) e Henrique (7). Líbero: Lukinha. 
Entraram: Bjelica (0), Léo Mineiro (0), Maurício (0), Evandro (0) e Franco (1). 
Técnico: Horacio Dileo 

MARINGÁ: 
Começaram: Ricardinho (1 ponto), Lorena (19), Quiroga (3), Renato (11), Orestes (8) e Rafael (2). Líbero: Rogerinho. 
Entraram: Thiago Gelinski (0), Najari (2), Cléber (9), Acácio (10) e Renan (0). 
Técnico: Douglas Chiarotti 

Local: Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG) 
Público: 2054 
Data: 01/02/2014 
Horário: 17h (de Brasília) 

Arbitragem: Sergio Cantini (RJ) e Luiz Henrique Coutinho (MG) 

Troféu VivaVôlei - melhor em quadra: Ricardinho (MAR) 

***

17ª rodada - 6ª do 2º turno:
Sábado (1/2), às 11h: 
São Bernardo 3x2 Montes Claros, no Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP) - 21/13, 19/21, 12/21, 21/17 e 15/8
17h: 
Vivo/Minas 2x3 Moda/Maringá, na Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG) - 19/21, 21/9, 26/24, 19/21 e 15/17
18h: 
Kappesberg Canoas 2x3 Sada Cruzeiro, no La Salle, em Canoas (RS) - 16/21, 21/19, 21/19, 18/21 e 8/15
UFJF 3x2 Funvic/Taubaté, na UFJF, em Juiz de Fora (MG) - 18/21, 21/18, 21/16, 17/21 e 23/21
20h:
Voltaço x RJ Vôlei, no Ilha de São João, em Volta Redonda (RJ)
21h30: 
Brasil Kirin x Sesi-SP, no Taquaral, em Campinas (SP)


0 comentários :

Postar um comentário