sábado, 1 de fevereiro de 2014

Invencibilidade em jogo

Pela Superliga Masculina, Sesi-SP defende invencibilidade fora de casa diante do Vôlei Brasil Kirin, invicto em Campinas

Do Rio de Janeiro.
Da Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Voleibol.

01/02/2014 - Vôlei Brasil Kirin (SP) e Sesi-SP fazem o último confronto da sexta rodada do returno da Superliga masculina 13/14 neste sábado (01.02), às 21h30, e vários ingredientes do confronto prometem fazer dele um dos mais disputados do dia. Entre eles está o duelo entre os centrais Vini, do time de Campinas (SP), e Lucão, do líder Sesi-SP – o primeiro lidera as estatísticas de saque, seguido pelo rival da próxima partida, que também é o segundo melhor bloqueador da competição. O embate no ginásio do Taquaral será transmitido pelo SporTV.


Lucão é um dos destaques do líder Sesi-SP.
(Foto: Ivan Amorin/Divulgação CBV)


“Sinceramente, eu não ligo muito para estatística e sim em ajudar a equipe. Lógico que já fui muito útil com alguns aces, mas o que eu penso toda vez que vou para o saque é em dificultar a recepção adversária”, afirmou Vini, que não esqueceu dos colegas de time na hora de colher os louros pelo bom desempenho. “Muito dessa minha marca é devido à confiança e ao respaldo que meus companheiros me passam para eu forçar um pouco mais também”, lembrou o central.

Sobre a expectativa para enfrentar o líder da competição mais importante do país, Vini elogiou os adversários, mas demonstrou confiança na equipe. “A gente espera fazer um jogo equilibrado. Sabemos que o time deles é muito qualificado, com jogadores de seleção brasileira, mas queremos e vamos tentar dificultar para eles”, disse o central.

Atualmente a equipe comandada por Alexandre Rivetti ocupa a terceira posição, com 32 pontos, seguido de perto por RJ Vôlei (RJ) e Vivo/Minas (MG), com 31 e 29 pontos, respectivamente. A proximidade dos concorrentes perto do fim da primeira fase da Superliga confere ainda mais peso ao confronto deste sábado.

“Dá sim um peso maior (à partida). A gente sabe que precisa ficar bem colocado para ter alguma vantagem nos playoffs. Mas ainda temos um confronto contra o RJ Vôlei em casa. Aqui em Campinas o ginásio está cada vez mais cheio e isso ajuda muito”, destacou Vini, elogiando a torcida local, um dos fatores responsáveis pela invencibilidade do time no ginásio do Taquaral.

Mas se pelo lado do Vôlei Brasil Kirin o fator casa pode fazer a diferença, não poderia haver oponente mais indigesto neste sábado: o líder Sesi-SP venceu todos os oito jogos longe de seus domínios. E nem a final emocionante da Copa Brasil, perdida na última semana para o Sada Cruzeiro (MG), será capaz de tirar o foco do time paulita, segundo Lucão.

“O (técnico Marcos) Pacheco nos deu dois dias de folga depois da final e acho que o pessoal descansou bastante e voltou num clima bem legal. Foi o que ele conversou com a gente: agora voltamos para uma competição onde somos líderes, então é focar e manter o que vínhamos fazendo”, relatou o central do Sesi-SP.

O jogador da seleção brasileira também comentou o bom desempenho individual, – no momento, ele ocupa o segundo lugar nas estatísticas de bloqueio e de saque. “Saque é uma coisa muito individual, mas eu sempre trabalhei com técnicos que me deram liberdade para sacar. Então acho que faço isso com um pouco menos de responsabilidade do que meus companheiros. A boa recepção que nós temos também me dá tranquilidade”, destacou Lucão – a equipe da capital paulista tem os melhores números do campeonato no fundamento.

A seis jogos do fim da primeira fase e início das finais, o central destacou a importância da vitória neste sábado para manter a boa posição na tabela. O Sesi-SP ainda tem pela frente Vivo/Minas (MG), Moda/Maringá (PR), RJ Vôlei (RJ) e Montes Claros Vôlei (MG), todos na briga por uma vaga entre os oito primeiros – além do vice-líder Sada Cruzeiro (MG), em partida que pode definir a liderança da competição.

“Agora temos confrontos um pouco mais difíceis, mas precisamos da vitória no sábado para seguir na frente e chegar bem aos playoffs”, finalizou Lucão.

SUPERLIGA MASCULINA 13/14
SEXTA RODADA DO RETURNO

01.02 (SÁBADO) – São Bernardo Vôlei (SP) x Montes Claros Vôlei (MG)
LOCAL/HORÁRIO: Ginásio Adib Moyses Dib, em São Bernardo do Campo (SP), às 11h
TRANSMISSÃO: Site da CBV

01.02 (SÁBADO) – Vivo/Minas (MG) x Moda/Maringá (PR)
LOCAL/HORÁRIO: Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG), às 17h
TRANSMISSÃO: SporTV

01.02 (SÁBADO) – Kappersberg Canoas (RS) x Sada Cruzeiro Vôlei (MG)
LOCAL/HORÁRIO: Ginásio La Salle, em Canoas (RS), às 18h

01.02 (SÁBADO) – UFJF (MG) x Funvic/Taubaté (SP)
LOCAL/HORÁRIO: Ginásio da UFJF, em Juiz de Fora (MG), às 18h

01.02 (SÁBADO) – Voltaço (RJ) x RJ Vôlei (RJ)
LOCAL/HORÁRIO: Ginásio da Ilha de São João, em Volta Redonda (RJ), às 20h

01.02 (SÁBADO) – Vôlei Brasil Kirin (SP) x Sesi-SP 
LOCAL/HORÁRIO: Ginásio do Taquaral, em Campinas (SP), às 21h30
TRANSMISSÃO: SporTV

0 comentários :

Postar um comentário