sábado, 1 de fevereiro de 2014

Até o último suspiro

Em jogo empolgante, França bate Inglaterra e começa o Six Nations com o pé direito


De São Paulo.
Por Eduardo do Carmo.

01/02/2014 - Na primeira rodada do torneio de seleções mais antigo do mundo, o Six Nations, a reformulada seleção de Rugby da França recebeu a Inglaterra, no Stade de France, neste sábado, e conquistou a vitória por 26 a 24 nos últimos minutos. Ainda hoje, o atual campeão País de Gales, em casa, derrotou a Itália por 23 a 15.

Franceses comemoram vitória sofrida no Stade de France.
(Foto: Billy Stickland/INPHO)

Franceses e galeses somam dois pontos cada, enquanto ingleses e italianos seguem zerados. Amanhã, no fechamento da rodada, a Irlanda encara a Escócia. No próximo final de semana, Irlanda e País de Gales se enfrentam no Aviva Stadium, escoceses e ingleses medem forças no Murrayfield e a França busca o segundo triunfo diante da Itália.

O jogo

A França surpreendeu e começou a partida pressionando a favorita Inglaterra. Huget fez o primeiro try e inaugurou o marcador francês. Logo em seguida, através de um penal, Farrell diminuiu para a Inglaterra: 5 a 3. Plisson deu o troco na mesma moeda e ampliou para a França. A partir daí, os ingleses se perderam e a França dominou toda a primeira etapa. Outro try de Huget, após bobeada da zaga adversária, e penal de Doussain colocaram 16 a 3 favorável aos donos da casa. Antes do intervalo, Brown conseguiu o primeiro try dos visitantes.

No segundo tempo, o domínio inverteu e a Inglaterra virou o placar. Penal de Farrell e try de Burrell, além da conversão, colocaram os ingleses na liderança: 18 a 16. Com um droap goal, Care ainda aumentou a vantagem. Faltando dez minutos, Machenaud converteu um penal e colocou a França novamente no jogo. A Inglaterra teve oportunidade de matar o duelo, mas desperdiçou. Com menos de dois minutos por jogar, Fickou fez um lindo try e deixou tudo igual. Na conversão, a França garantiu o resultado.

O torneio

A 120ª edição do Six Nations (disputado desde 1883) pode ter algo inédito. País de Gales, vencedor das duas edições anteriores, tem a chance de ser o primeiro tricampeão. No início, a competição era chamada de Home Nations e contava com Inglaterra, Gales, Escócia e Irlanda. A França entrou em 1910 e a Itália em 2000, assim formando as Seis Nações. Os italianos são os únicos que ainda não conquistaram a competição.

No Six Nations, todos jogam contra todos em turno único. A seleção com maior número de pontos é a campeã. O saldo dos placares é critério de desempate. Vitória vale dois pontos, empate apenas um e derrota nenhum.

Dentro do torneio, há outras conquistas menores presentes. A seleção campeã com cinco vitórias, além do título do Six Nations, completa o Grand Slam. Se uma seleção vencer todos os adversários entre os representantes do Home Nations (Inglaterra, Gales, Escócia e Irlanda), conquista a Tríplice Coroa. O vencedor do embate entre Inglaterra e Escócia leva a Copa Calcutta. Outros troféus em disputas de apenas uma partida são: Troféu Milênio (Inglaterra x Irlanda), Centenary Quaich (Escócia x Irlanda) e Troféu Garibaldi (França x Itália). O pior classificado no geral leva a Colher de Pau.

0 comentários :

Postar um comentário