quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Subindo...

Brasil Kirin vence o Kappesberg Canoas e chega ao terceiro lugar da Superliga Masculina de Vôlei

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

07/01/2014 - O ano começou com um duelo difícil para Vôlei Brasil Kirin (SP) x Kappesberg Canoas (RS). Os dois times se enfrentaram pela terceira rodada do returno da Superliga Masculina de Vôlei, no Ginásio do Taquaral, em Campinas. Era um confronto direto, as duas equipes estavam coladas na tabela e esse duelo valia a terceira posição para o time de Campinas. Apesar da surpresa no segundo set, o time paulista venceu com tranquilidade, com parciais de 21/15, 14/21, 21/12 e 21/17. O Brasil Kirin somou  três pontos e chegou a 29, ocupando a terceira colocação e deixando o RJ Vôlei, em crise e derrotado em casa pelo então lanterna Funvic/Taubaté, para trás. Com a derrota, o Kappesberg Canoas foi ultrapassado pelo Vivo/Minas e agora está em sexto lugar, ainda com 21 pontos.

Foto: Alexandre Arruda/CBV

O central Vini foi um dos destaques do time vencedor e premiado com o Troféu VivaVôlei, de melhor jogador da partida. O maior pontuador da partida foi o oposto Rivaldo, que marcou 16 vezes para o Brasil Kirin.

Na próxima rodada, o Brasil Kirin volta à quadra contra o Moda/Maringá, no sábado (11), às 18h. O Kappesberg Canoas voltará a jogar no seu ginásio, La Salle, no mesmo dia, às 21h30, contra o Vivo/Minas.

O jogo

O Brasil Kirin começou melhor e abriu 7/3 na primeira parada técnica. O Kappesberg Canoas cedia muitos pontos por erros e, dessa maneira, viu o adversário criar uma boa vantagem (16/10). Com o ataque pontuando com facilidade, a equipe da casa passou apenas administrar o set, que terminou em 21/15.

O segundo set foi do Kappesberg Canoas. O saque do Canoas passou a entrar, dificultando a recepção para o Brasil Kirin, que não tinha mais o passe na mão e, já no início, estava três pontos atrás. Jogando com a defesa adversária frágil, o time visitante encaixou o bloqueio e o ataque virava todas as bolas. Dessa maneira, o placar foi construído com tranquilidade e Kappesberg Canoas fechou o set em 14/21.

O Brasil Kirin voltou mais ligado para o terceiro set e fez logo 10/6. O Kappesberg Canoas não deu continuidade à pressão esboçada no set anterior e começou a cometer muitos erros. Dessa maneira, o Brasil Kirin cresceu na partida e fechou a parcial, com extra facilidade, em 21/12.

O quarto set foi muito equilibrado, com as defesas e o bloqueio das duas equipes funcionando. Nenhum dos times conseguiam abrir uma vantagem maior de pontos, até que, já no final da partida, o Brasil Kirin emplacou uma boa sequência e ficou três pontos na frente até fechar em 21/17.

Ficha de jogo:

Vôlei Brasil Kirin (SP) 3 x 1 Kappesberg Canoas (RS)
(21/15) (14/21) (21/12) (21/17)

BRASIL KIRIN: 
Começaram: Paulo Renan (2 pontos), Rivaldo (16), Diogo (6), Mineiro (13), Gustavão (6) e Vini (10). Líbero: Alan.
Entraram: André Heller (0), Bergamo (0) e Rodriguinho (0).
Técnico: Alexandre Rivetti

KAPPESBERG CANOAS:
Começaram: Murilo (1), Dennis (12), Bruno Temponi (4), Minuzzi (3), Gustavo (10) e Salsa (11). Líbero: Jeff
Entraram: Rafinha (0), Bozko (0), Giovanni (1) e Enrico (1).
Técnico: Marcelinho Ramos

Local: Ginásio do Taquaral, em Campinas (SP)
Público: 1320
Data: 07/01/2014
Horário: 21h30 (de Brasília)

Arbitragem: Sergio Cantini (RJ) e Paulo Telles (SP)

0 comentários :

Postar um comentário