sábado, 11 de janeiro de 2014

Espetáculo

Em Nova York e após duas prorrogações, Nets impõem segunda derrota seguida ao Heat e conquistam quinto triunfo consecutivo na NBA

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

11/01/2014 - Os atletas foram para o jogo com uma brincadeira nas camisas. Em vez dos nomes, estavam os apelidos. Miami, por exemplo, entrou em quadra com Cole Train (Norris Cole), J. Shuttlesworth (Ray Allen), King James (LeBron), Sweet Lew (Rashard Lewis) e CB (Chris Bosh), enquanto Brooklyn jogou com S Dot (Shaun Livingston), Double (Alan Anderson), JJ (Joe Johnson), The Truth (Paul Pierce) e Big Ticket (Kevin Garnett). Em quadra, nada de brincadeira. O duelo entre Brooklyn Nets e Miami Heat, no fim da noite desta sexta-feira (10) em Nova York, valia muito. Para o Heat, a recuperação após derrota para o outro time nova-iorquino, os Knicks, e a perseguição a Indiana, líder do Leste. Para os Nets, a sequência da reação na temporada com a quinta vitória seguida e a busca pela classificação. Ficamos com a segunda opção.

O duelo no Barclays Center demorou a terminar, e teve vitória do time da casa. Após duelo particular entre Joe Johnson e LeBron James no primeiro quarto, com supremacia de Johnson, Brooklyn virou o primeiro tempo na frente e chegou a abrir 14 pontos de vantagem. Mas o jogo era contra o atual bicampeão, um time frio, que sabe jogar. E Miami chegou a virar o jogo, mas cedeu empate no fim. Tivemos prorrogação e, com todos esgotados fisicamente, empate com Norris Cole na última bola. Segunda prorrogação. Sem LeBron, que cometeu seis faltas, do outro lado, Brooklyn abriu 11 a 0 e fechou o jogo em 104 a 95. Brooklyn chega a 15 vitórias (quinta seguida) e 22 derrotas e chega ao sétimo lugar no Leste. Ainda vice-líder, Miami tem 27 vitórias e dez derrotas (duas seguidas).


LeBron chegou aos 22 mil pontos na carreira, mas o time de Pierce saiu vencedor.
(Foto: Nathaniel S. Butler/NBAE/Getty Images)

Após completar 800 jogos na partida de ontem contra o New York Knicks, LeBron James ultrapassou a marca dos 22 mil pontos com os 36 anotados nesta noite. É o mais jovem a atingir esses feitos. Quer outra marca histórica? Desde abril de 2008 ele não cometia seis faltas. Ele foi eliminado do jogo com 36 segundos restando. Quarta vez na carreira. Pelo time vencedor, Joe Johnson anotou 32 pontos (26 no primeiro tempo) e foi o cestinha. Paul Pierce anotou 23 e Shaun Livingston, substituto do lesionado Deron Williams, fez grandiosa partida, com mais de 51 minutos em quadra, 19 pontos e 11 rebotes.

Quando a bola subiu...

Joe Johnson veio com tudo pro jogo. Fez um primeiro período fantástico. Acertou nove de dez chutes, sendo quatro de três pontos, e saiu de quadra com 22 pontos. LeBron James se sentiu ofendido e anotou 16 pontos, com cinco acertos em seis tentativas. Defesa? Pra quê? Nets com aproveitamento superior a 70% e Miami com um pouco mais de 60%. 33 a 32 para Brooklyn.

Apenas o começo do jogo que demorou a embalar no segundo quarto. Foram mais de dois minutos sem pontuação, pra compensar a correria do período inicial. É certo que as defesas se ajustaram, enfim. Faltava intensidade ao Miami, que só fez 13 pontos (e levou 20) no segundo quarto. Faltavam Shane Battier, Mario Chalmers e, principalmente, Dwyane Wade, este último poupado LeBron nem pontuou. Ao intervalo, 53 a 45 para os Nets.

Paul Pierce voltou bem para o terceiro quarto e comandava os Nets, que chegaram a abrir 14 de frente. O jogo esteve sob controle do Brooklyn durante todo o restante do tempo. Miami voltou muito atento para o período final e foi encurtando a desvantagem, comandado por LeBron. Joe Johnson, que havia permanecido todo o terceiro período sem pontuar, seguia apagado. 

Após levar uma falta flagrante, James fez a vantagem dos Nets cair para três pontos e depois ela caiu para um (80 a 79), ainda com sete minutos restando. O jogo esquentou. LeBron seguiu voando e teve a chance de virar a partida com três minutos restando no relógio, mas quem virou foi Norris Cole, um minuto depois. Paul Pierce devolveu na mesma moeda: um arremesso de três. E aí o jogo ficou lá e cá. Com o jogo empatado em 89 pontos, a última posse foi dos Nets. Pierce foi pra cima de LeBron, tentou de três, mas acertou o aro. Prorrogação. 

Com todo mundo já "sem perna", os Nets conseguiram abrir 4 a 0, LeBron cometeu a sexta falta, mas Norris Cole empatou a três segundos do fim. Na segunda prorrogação, não teve jeito. Com chute de três de Pierce e abrindo 7 a 0, o jogo acabou. Ufa!

Próximos jogos - Brooklyn volta à quadra neste sábado, no Canadá, contra Toronto; Miami joga só na quarta (15), em Washington, contra os Wizards.

Jogos desta sexta-feira (10) pela NBA:
22h: Washington Wizards 66 @ 93 Indiana Pacers 
22h: Detroit Pistons 114 @ 104 Philadelphia 76ers 
22h30: Houston Rockets 80 @ 83 Atlanta Hawks 
23h: Phoenix Suns 99 @ 104 Memphis Grizzlies 
23h: Charlotte Bobcats 92 @ 119 Minnesota Timberwolves 
23h: Dallas Mavericks 107 @ 90 New Orleans Pelicans 
23h: Miami Heat 95 @ 104 Brooklyn Nets - DUPLA PRORROGAÇÃO
23h30: Chicago Bulls 81 @ 72 Milwaukee Bucks 
0h: Cleveland Cavaliers 113 @ 102 Utah Jazz 
1h: Orlando Magic 83 @ 103 Sacramento Kings 
1h30: Boston Celtics 97 @ 99 Golden State Warriors 
1h30: Los Angeles Lakers 87 @ 123 Los Angeles Clippers 


A temporada continua no sábado (11), com os seguintes jogos (horário de Brasília):
22h: Brooklyn Nets @ Toronto Raptors 
22h: Houston Rockets @ Washington Wizards 
22h30: Phoenix Suns @ Detroit Pistons 
22h30: New York Knicks @ Philadelphia 76ers 
23h: Charlotte Bobcats @ Chicago Bulls 
23h: Milwaukee Bucks @ Oklahoma City Thunder 
23h30: New Orleans Pelicans @ Dallas Mavericks 
0h: Orlando Magic @ Denver Nuggets 
1h: Boston Celtics @ Portland Trail Blazers


Na página da NBA, confira classificações e tabela de jogos.

0 comentários :

Postar um comentário