sábado, 21 de dezembro de 2013

Mais que esperado

Como era esperado, Bayern bate heroico Raja Casablanca e fica com o título mundial

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

21/12/2013 - Marcação forte, goleiro espetacular, ataque eficiente, bom toque de bola, rapidez... um time quase perfeito, mas que soube respeitar o seu adversário. Sem surpresa alguma, o Bayern de Munique dominou a partida deste sábado e conquistou o título de campeão do Mundial em cima do anfitrião Raja Casablanca em Marrakech, no Marrocos. A equipe alemã fez 2 a 0 ainda no primeiro tempo, com gols dos brasileiros Dante e Thiago Alcântara, e depois só cadenciou o jogo. O Raja foi heroico, mostrou o seu valor e o porquê de ter chegado à final. Em momento algum, amedrontou-se com a força do Bayern e foi atrás do impossível. A diferença técnica era enorme e a vitória do time da Baviera era quase que inevitável.

Mais cedo, o Atlético-MG bateu o Guangzhou Evergrande e ficou com o terceiro lugar. Confira a matéria do jogo.

Foto: Getty Images

O jogo

Não poderia ser diferente. O Bayern teve controle da partida e, sem dificuldades, construiu o resultado aos poucos. O primeiro gol saiu aos sete minutos, após cobrança de escanteio. Boateng cruzou para a área, onde Dante estava livre parar colocar a bola para o fundo do gol. O brasileiro, além do gol marcado, fez uma ótima partida, destacando-se na bola aérea na defesa e no ataque.

O Raja Casablanca mantinha a retaguarda fechada e jogava explorando os contra-ataques. Porém, a defesa alemã estava sempre bem postada e criava dificuldades para a saída de bola marroquina. O Bayern tomava conta do jogo com seu toque de bola envolvente e criou inúmeras oportunidades para balançar as redes. O gol parecia não sair, até que, aos 22 minutos, Alaba foi até a linha de fundo e tocou para trás, encontrando o brasileiro Thiago Alcântara, que chutou colocado para ampliar.

Em um segundo tempo movimentado, nada de gols. As duas equipes armavam boas jogadas, quando superavam os bons sistemas defensivos. Aos 16 minutos, Lahm cruzou e Shaqiri chutou no travessão; Thiago aproveitou a sobra, porém, bateu por cima do gol. O Raja buscava o ataque e obrigou o goleiro alemão a fazer boas defesas, como aos 38 minutos. Mabide apareceu sozinho, chutou, Neuer defendeu, mas deu rebote; Moutaouali, com o gol aberto, chutou por cima.

O destaque dessa final foi o comportamento dos dois times. O poderoso Bayern de Monique, mesmo ciente da sua superioridade técnica, não subestimou o adversário e fez o seu papel em campo. O Raja Casablanca lutou até o fim sem temer o seu oponente e chegou a criar bons lances de gols, apesar de ter sido considerado a “zebra” da competição. O Bayern levou o título de campeão mundial, o Raja honrou o seu país jogando bem na final e nós, amantes do futebol, fomos agraciados por esse espetáculo.  

Ficha de jogo:

Bayern de Munique 2 x 0 Raja Casablanca

BAYERN:
Neuer; Rafinha, Dante, Boateng e Alaba; Lahm, Thiago Alcântara, Shaqiri (Gotze), Toni Kroos (Martínez) e Ribéry; Thomas Müller (Mandzukic).
Técnico: Pep Guardiola

RAJA CASABLANCA:
Khalid Askri; El Hachimi, Ismail Benlamaalem, Mohamed Oulhaj e Adil Karrouchy; Erraki, Guehi,
Chemseddine Chtibi (Vivien Mabide) e Moutaouali; Iajour (Rachid Soulai) e Abdelilah Hafidi (Badar Kachani).
Técnico: Benzarti

Gols: Dante, aos sete, e Thiago Alcântara, aos 22 minutos do primeiro tempo

Local: Marrakech, no Marrocos
Data: 21/12/2013
Horário: 17h30 (de Brasília. 19h30 local)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (Brasil)

Cartões amarelos: Mohamed Oulhaj e Soulaimani (Raja Casablanca)

0 comentários :

Postar um comentário