domingo, 1 de dezembro de 2013

Campanha "quase" perfeita

Icasa não aproveita empate do Figueirense, perde para o Paraná e não conquista o acesso à Série A

De Aracaju.
Por Henrique Ferrera.

01/12/2013 - Na última rodada da Série B, disputada neste sábado (30), o Icasa foi até a capital paranaense em busca de um sonho: a vaga na Série A de 2014. Para isso, precisava bater o Paraná e torcer por um tropeço do Figueirense. O tropeço aconteceu, mas os cearenses não fizeram sua parte, perderam por 2 a 0 e não conseguiram o acesso. Apesar disso, o sentimento foi de orgulho, pela ótima campanha feita com uma estrutura precária até para o nível da segunda divisão.


Primeiro tempo

De olho no jogo do Figueirense, o Icasa preferiu não se lançar muito ao ataque para não se expor. E quase pagou por isso, aos 5: Alex Silva cabeceou, e a bola passou raspando a trave direita de João Ricardo. O Icasa respondeu só aos 21 minutos, em chute de primeira de Gustavo Goiano, para fora.

A partida seguia sem emoção, com a equipe do Icasa muito cautelosa. Nem o gol do Figueirense em Bragança Paulista mudou a postura do Verdão do Cariri. A partida seguiu morna, e já nos minutos finais, Chapinha teve chance incrível para marcar e desperdiçou.

Segundo tempo

Elanardo entrou no Icasa no intervalo, e com um minuto, sofreu falta muito bem cobrada por Leandro, mas que não entrou. Na mesma moeda, Lúcio Flávio respondeu, e a falta desviada quase surpreendeu o goleiro. O técnico Dado Cavalcanti resolveu mexer, e mandou Júlio César a campo. E foi ele que, um minuto após entrar, completou cruzamento e abriu o placar.

O gol sofrido pelo Figueirense juntamente com o gol sofrido no próprio jogo, fez o Icasa se perder mais ainda nos próprios nervos, e com isso, continuaram sem ameaçar o gol do Paraná. Aos 36, Rubinho invadiu a área, e soltou o pé: 2 a 0 para o Paraná, soterrando as esperanças cearenses. O Icasa se lançou de qualquer jeito depois, mas Marcos impediu qualquer tipo de susto.

Quem brilhou? Apesar de não disputar mais nada, a postura do Paraná foi íntegra: jogou com vontade e bateu um postulante ao acesso.

Quem atrapalhou? O técnico Sidney Moraes sentiu a pressão pela vaga e entrou cauteloso demais. Pagou o preço.

Ficha do jogo:
Paraná 2x0 Icasa
PARANÁ:
Marcos, Roniery, João Antônio, Alex Alves e Edson Sitta (Rodrigo); Henrique e Moacir; Luisinho (Rubinho) e Lúcio Flávio (Júlio César); Paulinho Oliveira e Carlinhos.
Técnico: Dado Cavalcanti
ICASA:
João Ricardo, Neílson (Leyrielton), Naylhor, Luiz Otávio e Luiz Gustavo; Gustavo Goiano (Elanardo) e Gilmar e Guto (Geraldo); Chapinha; Juninho Potiguar e Leandro.
Técnico: Sidney Moraes
Data: 30/11/2013
Horário: 16h20 (de Brasília)
Local: Vila Capanema, em Curitiba (PR)

Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Auxiliares: Lilian da Silva Fernandes e Luiz Cláudio Regazone
Cartões amarelos: Edson Sitta, Roniery, Alex Alves e Marcos (Paraná); Elanardo (Icasa)
Gols: Júlio César, aos 17'/2ºT e Rubinho, aos 36'/2ºT (Paraná)

***

38ª rodada:
Sexta (29), às 19h30: 
América-MG 0x0 ABC
ASA 1x0 São Caetano
21h: 
Avaí 1x0 Boa Esporte
Sábado (30), às 16h20: 
Chapecoense 1x0 Palmeiras
Paraná 2x0 Icasa
Ceará 0x3 Joinville
Atlético-GO 2x0 Guaratinguetá
América-RN 2x2 Oeste
Sport 0x0 Paysandu
Bragantino 1x1 Figueirense

Classificação:
1º - Palmeiras - 79 pontos 
2º - Chapecoense - 72 pontos
3º - Sport - 63 pontos 
4º - Figueirense - 60 pontos
5º - Icasa - 59 pontos e 18 vitórias 
6º - Joinville - 59 pontos e 17 vitórias
7º - Ceará - 59 pontos e 16 vitórias 
8º - Paraná - 57 pontos e 16 vitórias
9º - América-MG - 57 pontos e 14 vitórias
10º - Avaí - 56 pontos
11º - Boa Esporte - 50 pontos 
12º - Bragantino - 47 pontos e 13 vitórias 
13º - América-RN - 47 pontos e 11 vitórias
14º - ABC - 46 pontos e 13 vitórias 
15º - Oeste - 46 pontos e 11 vitórias
16º - Atlético-GO - 44 pontos
17º - Guaratinguetá - 41 pontos
18º - Paysandu - 40 pontos  
19º - São Caetano - 36 pontos 
20º - ASA - 35 pontos 

0 comentários :

Postar um comentário