segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

A bola pelo mundo #6

Barcelona perde para o Bilbao fora, e só restam três invictos entre os grandes campeonatos europeus

De Aracaju.
Por Henrique Ferrera.

02/12/2013 - Caiu mais um invicto no velho continente. Na rodada deste fim de semana, o Barcelona foi ao País Basco e caiu para o Bilbao. Agora, apenas três times não perderam ainda: o Bayern, na Alemanha; o PSG, na França; e a Roma, na Itália. Individualmente, a rodada foi de Gareth Bale, que brilhou com a ausência de Cristiano Ronaldo.


Premier League

O Chelsea recebeu a sensação Southampton em Stamford Bridge. Pra aumentar a carga dramática, Essien entregou a bola para Jay Rodríguez, que abriu o placar com 13 segundos de partida. O Chelsea não conseguia jogar bem, e após o intervalo os comandados de José Mourinho vieram com muito ímpeto. Apesar disso, o futebol demonstrado era pobre. Ainda assim, os Blues pressionaram e chegaram à virada com dois de cabeça, de Cahill e Terry. Demba Ba fez no final, e decretou o 3 a 1.

Tottenham e Manchester United se enfrentaram em White Hart Lane, ambos querendo sair da incômoda situação de meio de tabela. O jogo não foi intenso como se esperava, mas o Tottenham conseguiu fazer o "ataque" funcionar. Walker abriu o placar aos 18, mas Rooney empatou antes do intervalo. O brasileiro Sandro colocou os Spurs na frente com um golaço de fora da área, mas não demorou nada e Rooney empatou novamente, de pênalti. E ficou assim, com os dois times aceitando o resultado no final.

E Aaron Ramsey continua iluminado. O galês foi até Cardiff, reencontrar o time que o revelou e o cedeu ao Arsenal. Homenageado pela torcida, Ramsey não conteve as emoções, mas não perdoou em campo. Abriu o placar e não comemorou. Já nos cinco minutos finais, Flamini e Ramsey mais uma vez, fecharam os 3 a 0.

Classificação após [13] rodadas:
1º Arsenal (31)
2º Chelsea (27)
3º Manchester City (25)
4º Liverpool (24), saldo +9
5º Everton (24), saldo +8
Artilheiro: Sergio Agüero (Man City), com 10 gols

Bundesliga

O Bayern de Munique continua a passos largos no domínio da Bundesliga. Mesmo com a ausência do craque Ribéry, os bávaros venceram com tranquilidade o Eintracht Braunschweig na Allianz Arena. Arjen Robben colocou a bola debaixo do braço e tomou para si a responsabilidade, marcando os dois gols da vitória por 2 a 0. Um deles, um belo gol do jeito que o holandês gosta: corte para o meio e chute perfeito de esquerda.

Classificação após [14] rodadas:
1º Bayern Munique (38)
2º Bayer Leverkusen (34)
3º Borussia Dortmund (31)
4º Borussia Mönchengladbach (28)
5º Schalke 04 (24)
Artilheiro: Robert Lewandowski (Dortmund), com 11 gols

Serie A TIM

Depois do empate em casa com o Genoa, o Milan foi muito pressionado pelos torcedores. E pelo jeito deu certo: após golear o Celtic fora, bateu o Catania também fora de Milão, por 3 a 1. Lucas Castro abriu o placar para os anfitriões, mas Montolivo, que fez ótima partida, empatou. Na segunda etapa, Balotelli virou e logo em seguida Tachtsidis foi expulso. Kaká, que também fazia boa partida, selou a vitória com um bonito arremate.

Outro que vai encontrando a redenção na temporada é Llorente. Após chegar e não encontrar espaço na equipe, conseguiu um lugar ao lado de Tevez e vem sendo importantíssimo. O jogo contra a Udinese neste fim de semana foi mais uma prova disso: a vitória por 1 a 0 veio aos 46 do segundo tempo, com um gol do espanhol, de cabeça, para colocar a Vecchia Signora três pontos à frente da Roma.

Classificação após [14] rodadas:
1º Juventus (37)
2º Roma (34)
3º Napoli (31)
4º Internazionale (27), saldo +17
5º Fiorentina (27), saldo +10
Artilheiro: Giuseppe Rossi (Fiorentina), com 11 gols

Primera División

Desde que o San Mamés reabriu, o Athletic Bilbao não perdeu em seus domínios. O jogo contra o Barcelona seria um grande teste para essa invencibilidade, e os bascos passaram com louvor. Com uma enorme aplicação tática defensiva aplicada por Ernesto Valverde, Neymar esteve apagado, tal qual os outros jogadores blaugranas. Na frente, Muniaín fez o dele e garantiu a vitória simples do Bilbao, soterrando a invencibilidade de 15 jogos do Barça.

Enquanto o Barça sofreu sem Messi, o Real Madrid nem percebeu a ausência de Cristiano Ronaldo. Sem o português, os merengues atropelaram o Valladolid por 4 a 0 no Santiago Bernabéu. O galês não viu problema em assumir a responsabilidade, e anotou um hat-trick - o único britânico a conseguir o feito na Espanha havia sido Gary Lineker -, além da assistência para o gol de Benzema.

E teve brasileiro brilhando também. No Mestalla, o Valencia recebeu o Osasuna e fez tranquilos 3 a 0. Jonas foi quem anotou os três gols da vitória, e foi celebrado efusivamente pela torcida. Apesar disso, a torcida não deve se acostumar, pois o Valencia faz temporada mediana e momentos como este serão raros ao longo da temporada.

Classificação após [15] rodadas:
1º Barcelona (40), saldo +33
2º Atletico de Madrid (40), saldo +31
3º Real Madrid (37)
4º Athletic Bilbao (29)
5º Villareal (28)
Artilheiro: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), com 17 gols

Ligue 1

Um clássico marcado pela disparidade financeira. O PSG recebeu o Lyon no Parc des Princes e fez 4 a 0 com muita facilidade. O Lyon, que em um passado recente dominava amplamente o campeonato, agoniza na décima posição, sem o poderio financeiro da dupla PSG-Monaco, que agora dá as cartas na França. Ibrahimovic, duas vezes batendo pênalti (e uma com cavadinha), Cavani e Thiago Silva fizeram os gols parisienses.

Classificação após [15] rodadas:
1º Paris Saint Germain (37)
2º Lille (32)
3º Monaco (32)
4º Olympique de Marseille (27)
5º Saint Étienne (24)
Artilheiro: Zlatan Ibrahimovic (PSG), com 11 gols

Outros destaques

Na Turquia teve clássico entre Fenerbahçe e Besiktas no Sükrü Saraçoglu. O primeiro tempo pegou fogo, com Oclay Sahan abrindo o placar para o Besiktas. A torcida da casa celebrou a virada com um gol de Emenike e outro de Moussa Sow, mas quase na hora do intervalo, Hugo Almeida marcou duas vezes - 43' e 45' - colocando o Besiktas na frente de novo. Com Raúl Meireles expulso quando o jogo ainda estava 1 a 1, só com a expulsão adversária - de Necip Uysal - é que o Fenerbahçe se encontrou e chegou ao empate com Dirk Kuyt, finalizando o clássico em 3 a 3.

0 comentários :

Postar um comentário