domingo, 24 de novembro de 2013

Tudo igual

No dia em que Ceni bateu Pelé, São Paulo e Botafogo fazem bom jogo e empatam no Morumbi

De Belo Horizonte
Por Júlia Alves

24/11/2013 - Se o São Paulo não tem mais tantas pretensões no Campeonato Brasileiro, o dia não deixou de ser especial para os tricolores. O ídolo Rogério Ceni ultrapassou a marca de Pelé, que entrou em campo 1.116 vezes pelo Santos, e agora é o jogador com maior número de partidas por um mesmo clube no futebol mundial. Devido esse feito histórico, o goleiro recebeu uma homenagem no duelo contra o Botafogo, que ainda briga por uma vaga na Libertadores, no Morumbi, pela 36ª rodada.

Com a bola rolando, apesar da decisão pela Sul-americana na quarta-feira (27), nada de poupar jogadores. O Tricolor entrou com força total e fez uma partida equilibrada contra os cariocas. As equipes criaram chances claras, no entanto, não souberam revertê-las em gols. Mesmo com grande volume de jogo, o confronto terminou com o placar magro de 1 a 1. O resultado não agradou em nada o Botafogo, que somou apenas um ponto e perdeu a oportunidade de entrar no G-4, permanecendo em quinto lugar com 58 pontos. O São Paulo caiu para a nona colocação, com 50.

Na próxima rodada, o São Paulo irá a até o Sul enfrentar o Criciúma, no Heriberto Hülse, no domingo (1), às 17 horas. Antes desse confronto, terá a decisão contra a Ponte Preta pela semifinal da Copa Sul-Americana, às 21h50 da quarta-feira. Na ida, no Morumbi, 3 a 1 para a Macaca. Pelo Brasileiro, o Botafogo também jogará fora, no Couto Pereira, contra o Coxa, também às 17 horas do domingo.

9303.jpg
Ceni fez história novamente.
(Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O jogo

O São Paulo começou a partida pressionando o adversário e conseguiu abrir o placar logo no primeiro ataque. Aos três minutos, Douglas cobrou falta, Rodrigo Caio desviou e a bola sobrou para Aloísio marcar o primeiro gol da noite. No entanto, o Botafogo não se abateu e foi em busca do empate. Seedorf tocou para Edílson na direita aos oito minutos. O lateral chutou com força e obrigou o goleiro Rogério Ceni a fazer grande defesa.

Apesar de o Botafogo estar bem na partida, o São Paulo era mais efetivo e perdeu boas oportunidades de ampliar o placar. Aos 11 minutos, Maicon deu lindo passe para Ademílson em profundidade, mas o goleiro do Botafogo se antecipou e ficou com a bola, evitando o segundo gol. O São Paulo continua no ataque e, aos 23 minutos, Aloísio perdeu uma grande chance depois do cruzamento de Ganso. O atacante, mesmo sem ângulo, mandou a bomba que foi para fora.

Se a equipe paulista não fez, o time carioca acertou o passe e não desperdiçou. Em um lance parecido com o gol do São Paulo, aos 27 minutos, o Botafogo deixou tudo igual no marcador. Após cobrança de falta, Rafael Marques cabeceou para o meio da área e Elias completou para o fundo das redes. Com o gol, o Fogão cresceu e só não saiu para o intervalo com a vantagem no placar devido à boa atuação de Rogério Ceni. Aos 43 minutos, Edílson chutou forte, em cobrança de falta da intermediária, e o goleiro espalmou. No rebote, Hyuri finalizou e Ceni defendeu outra vez.

Na etapa complementar, os jogadores são-paulinos mantiveram uma disputa ferrenha contra a trave e o goleiro Jefferson, que impediram o segundo gol paulista. Aos cinco minutos, Aloísio deixou Ademílson na cara do gol; o atacante chutou colocado e acertou o travessão. Quatro minutos depois, Douglas deixou Ademílson em boa condição novamente e o atacante chutou em cima do goleiro. Ganso ficou com a bola na área, deu uma caneta linda em Júlio César e tocou por cima de Jefferson. A bola tocou na trave, correu por cima da linha e Dória mandou para escanteio. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio, Antônio Carlos cabeceou no travessão.

Depois dessa sequência esmagadora tricolor, foi a vez do Botafogo armar boas jogadas e chegar bem perto da virada. Aos 25 minutos, Rafael Marques recebeu passe na esquerda e chutou de primeira, só que Rogério Ceni espalmou para escanteio. Dois minutos depois, Loderio tocou para Bruno Mendes, que girou bem, porém, foi travado por Rodrigo Caio na hora do chute. A chance mais clara, no entanto, foi aos 39 minutos em um contra-ataque. O são-paulino Denílson falhou, Seedorf arrancou e lançou Lodeiro. Era o holandês e uruguaio contra apenas um defensor. Lodeiro cruzou para Seedorf, sozinho na área, desviar para fora.

Ficha de jogo:

São Paulo 1 x 1 Botafogo

SÃO PAULO:
Rogério Ceni; Douglas (Osvaldo), Paulo Miranda, Antônio Carlos e Reinaldo; Rodrigo Caio, Denílson, Maicon (Wellington) e Paulo Henrique Ganso; Ademílson e Aloísio (Luis Fabiano).
Técnico: Muricy Ramalho

BOTAFOGO:
Jefferson; Edilson, Dankler, Dória e Júlio César; Renato, Gabriel e Seedorf; Hyuri (Lodeiro), Elias (Bruno Mendes) e Rafael Marques.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 24/11/2013
Público: 12.692 pagantes
Renda: R$ 144.352

Gols: Aloísio, aos três minutos do primeiro tempo (São Paulo); Elias, aos 27 minutos do primeiro tempo (Botafogo).

Árbitro: Paulo H Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Fabio Pereira (TO) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC)

Cartões amarelos: Paulo Miranda (São Paulo); Hyuri, Edílson (Botafogo)

***

36ª rodada: 
Sábado (23), às 19h30: 
21h: 
Domingo (24), às 17h: 
Ponte Preta 1x1 Grêmio 
Flamengo 1x0 Corinthians 
19h30: 

Classificação:
1º - Cruzeiro - 75 pontos 
2º - Atlético-PR - 61 pontos, 17 vitórias e 13 gols de saldo
3º - Grêmio - 61 pontos, 17 vitórias e 6 gols de saldo
4º - Goiás - 59 pontos 
5º - Botafogo - 58 pontos
6º - Atlético-MG - 55 pontos, 15 vitórias e 11 gols de saldo 
7º - Vitória - 55 pontos, 15 vitórias e 4 gols de saldo 
8º - Santos - 51 pontos
9º - São Paulo - 50 pontos 
10º - Corinthians - 49 pontos 
11º - Flamengo - 48 pontos
12º - Internacional - 46 pontos 
13º - Bahia - 45 pontos
14º - Portuguesa - 44 pontos
15º - Criciúma - 43 pontos 
16º - Fluminense - 42 pontos e 11 vitórias 
17º - Coritiba - 42 pontos e 10 vitórias 
18º - Vasco - 41 pontos 
19º - Ponte Preta - 36 pontos 
20º - Náutico - 17 pontos 

0 comentários :

Postar um comentário