segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Só faltou o gol

No primeiro jogo da final da Série C, Sampaio Corrêa e Santa Cruz empatam e decisão será no Arruda

De Belo Horizonte.
Por Vinícius Silveira.

24/11/2013 - No primeiro jogo da final da Série C do Campeonato Brasileiro, Sampaio Corrêa e Santa Cruz ficaram no empate sem gols, em partida jogada no Estádio Castelão, em São Luiz, no Maranhão. O time pernambucano segurou o ímpeto do tricolor maranhense durante todo o tempo para poder levar a decisão para o Gigante do Arruda, no próximo domingo (1), às 17h (de Brasília).

O resultado dá ao Santa Cruz a condição de ser campeão com vitória para conquistar o primeiro título de âmbito nacional em sua história. Para o Sampaio Corrêa, resta vencer ou empatar com gols para faturar seu quarto troféu  nacional, já que a equipe fora campeã da Série B em 1972, C em 1997, e da D em 2012.   


Foto: Agencia Coral NET de Notícias

O jogo

Antes da partida, o goleiro Rodrigo Ramos comemorou o jogo de número 300 com pelo Sampaio Corrêa. Feito este muito festejado pelo seu torcedor e por ele, que usou a camisa especial com a mesma numeração.

Quando a bola rolou, o Sampaio Corrêa tentava impor seu ritmo de jogo desde o início, mas quem arriscava com perigo era o Santa Cruz, com Luciano Sorriso. Após a metade da primeira etapa, as chances voltaram à acontecer e em favor do tricolor maranhense, que havia se encontrado dentro de campo.

Mesmo com as oportunidades se oferecendo ao Sampaio, a pressão pela decisão e a falta de qualidade acabaram fazendo com que a equipe errasse em demasia. O Santa Cruz só foi levar perigo aos 42 minutos, em chute do lateral esquerdo Panda, que passou perto da trave.

No segundo tempo, o Sampaio Corrêa passou a atacar mais e levou perigo em duas chegadas de Junior Chicão. A primeira em um chute que exigiu bela defesa de Tiago Cardoso, e a outra após cobrança de escanteio que o centroavante se antecipou e cabeceou para fora.

Diante da falta de qualidade no ataque, o técnico Vica colocou Flávio Caça Rato para jogar. Logo, a Cobra Coral apareceu no ataque com o amuleto que acabara de entrar. Flávio recebeu livre e chutou, exigindo a primeira grande defesa de Rodrigo Ramos. Mesmo com Caça Rato, faltava criação de jogadas para o tricolor pernambucano segurar a bola no ataque.

Com esta deficiência do Santa Cruz, o Sampaio Corrêa quase sempre voltava ao ataque e mantinha a posse de bola na parte ofensiva, mas não tinha a mesma qualidade para criar. A outra melhor chance do tricolor pernambucano foi na cobrança de falta de Panda, exigindo bela defesa de Rodrigo Ramos.

Na reta final do jogo, o Sampaio chegou duas vezes. Primeiro com Edgar em velocidade pela esquerda. O atacante cruzou no meio, mas ninguém aproveitou. E a segunda foi de Junior Chicão, que recebeu cruzamento e cabeceou para grande intervenção de Tiago Cardoso.

Ficha do jogo:

Sampaio Corrêa 0 x 0 Santa Cruz

SAMPAIO CORRÊA:
 Rodrigo Ramos; Tote, Paulo Sergio, Robinho e Airton; Jonas (Ribinha), Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho; Lucas (Edgar) e Junior Chicão.
Técnico: Flávio Araújo

SANTA CRUZ:
Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Panda; Sandro Manoel, Dedé, Luciano Sorriso e Raul (Jonathan); Renatinho (Flavio Caça-Rato) e Siloé (Leo Bartolo).
Técnico: Vica

Motivo: Primeiro jogo da final da Série C do Campeonato Brasileiro
Estádio: Castelão, em São Luiz (MA)
Público: 23.284 pagantes
Renda: R$1.014.390,00
Data: 24/11/2013
Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Auxiliares: Celso Barbosa de Oliveira (SP) e Broney Machado (PB)

Cartões amarelos: Paulo Sergio e Jonas (Sampaio Corrêa); Raul (Santa Cruz)

4 comentários :

  1. Amigo por favor faça duas retificações em sua postagem. A primeira é que o Sampaio é Tri campeão de séries de Campeonatos Brasileiros, vc esqueceu que ano passado (2012) o Sampaio foi campeão da série D e de forma INVICTA (http://sampaiocorreafc.com.br/videogaleria/detalhe/59). E a outra é que o "motivo" do jogo de domingo foi: Primeiro jogo da final da Série "C" do Campeonato Brasileiro e não da "D".

    ResponderExcluir