sábado, 30 de novembro de 2013

Mais dramático? Impossível!

Após um jogo inteiro de sofrimento, Atlético-GO marca duas vezes após os 40 do segundo tempo, se livra do rebaixamento e rebaixa Guaratinguetá

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

30/11/2013 - Tarde de "final" no Serra Dourada. Era tudo ou nada para Atlético-GO e Guaratinguetá. Primeiro time da zona de rebaixamento, com um gol de saldo a menos que o Guará, o Dragão precisava emplacar a segunda vitória seguida, algo que não fez em toda a Série B, para se manter na segundona. O time goiano não tinha outra opção para garantir sua permanência na Série B. O time paulista tinha a vantagem de um empate e, por isso, se abdicou do ataque em toda a partida. A equipe goiana era soberana, mas não conseguia reverter seu domínio no placar. O jogo já chegava ao fim e a torcida já esvaziava o estádio quando Ricardo Jesus mudou o destino do Atlético, dando um passe para um gol aos 41 minutos e marcando outro já nos acréscimos.

A vitória por 2 a 0 deixou o Atlético na 16ª posição com 44 pontos. O Guaratinguetá terminou o campeonato com 41 pontos, na 17ª colocação e disputará a Série C em 2014. Paysandu, São Caetano e ASA também foram rebaixados.

Foto: CBF.com.br

O jogo

O empate favorecia o Guaratinguetá. Por isso, o time paulista entrou em campo fechado, à espera do adversário que tinha que vir para cima buscar o resultado. O Atlético foi ao ataque, porém, faltou mira nas finalizações, o que impediu o time goiano de abrir o placar. O Guará, que se propôs a jogar nos contra-ataques, pouco criou e não ameaçou.

A primeira chance veio aos oito minutos. Anselmo avançou, fintou a marcação e chutou de esquerda, por cima do gol. João Paulo cobrou falta com categoria, aos 16 minutos, e tirou tinta do travessão. Aos 31 minutos, em um ataque pelo lado direito, Juninho ficou com a bola dentro da área e chutou cruzado; a bola passou muito perto da trave.

O Guaratinguetá esperava o tempo passar e o gol atleticano parecia ficar cada vez mais maduro. Aos 38 minutos, o Atlético até chegou a balançar as redes, mas não valia nada. Pedro Bambu chutou de longe, a bola desviou e entrou. Vários jogadores do Dragão estavam em posição irregular e interferiram na jogada, configurando o impedimento. Após contra-ataque rápido para o time da casa, aos 43 minutos, João Paulo tocou para Juninho, que invadiu a área livre, mas demorou demais a chutar. A bola ainda desviou no marcador e ficou fácil para Saulo.

O Dragão continuou dominando o jogo no segundo tempo, porém, o gol teimava em não sair. Em sequência de ataques do Atlético, aos dois minutos, João Paulo, Ernandes e Juninho tentaram a finalização. A bola ainda ficou com Anselmo, que se atrapalhou e perdeu uma chance. Aos quatro minutos, Pedro Bambu ariscou de fora da área e obrigou Saulo a fazer grande defesa. João Paulo tabelou, aos 24 minutos, com Anselmo e chutou no canto; a bola bateu no pé da trave e saiu.

O tempo ia passando e a partida ganhava cada vez mais ares dramáticos. O time goiano pressionava, criava chances claras de gols, mas o placar seguia inalterado. Os jogadores atleticanos estavam praticamente todos no campo de ataque e passaram a deixar muito espaço para o Guará. No entanto, a equipe paulista não conseguia avançar.

Muitos torcedores já abandonavam o Serra Dourada, dando o rebaixamento como certo. Mas quis o destino que um jogador entrasse na partida para mudar o rumo de um time. Aos 41 minutos, Ricardo Jesus, que começou no banco, fez boa jogada pela esquerda e cruzou para o meio da área; Juninho se antecipou e mandou de cabeça para o gol, sem chance alguma para o goleiro Saulo. Era só segurar o placar, mas, nos acréscimos, Ricardo Jesus fintou a marcação e bateu no canto, para selar a permanência do Dragão na Série B.

Ficha de jogo:

Atlético-GO 2 x 0 Guaratinguetá

ATLÉTICO-GO:
Márcio; Rafael Cruz (Jorginho), Paulo Henrique, Diego Giaretta e Ernandes; Renan Foguinho, Régis (Diego Lira), Pedro Bambu e João Paulo (Ricardo Jesus); Juninho e Anselmo.
Técnico: Gilberto Pereira

GUARATINGUETÁ:
Saulo; Murilo, Pedro Paulo, Marquinhos e Ruan; Tiago Ulisses, Coelho (Renato Peixe), Júlio César e Xuxa (Wendel); Alex Afonso (Cleiton Pedra) e Jonatas.
Técnico: Betinho

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Público: 16.244 pagantes
Renda: R$ 324.945
Data: 30/11/2013
Horário: 16h20 (de Brasília)

Gols: Juninho, aos 41, e Ricardo Jesus, aos 46 minutos do segundo tempo

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Alessandro A Rocha de Matos (BA)

Cartões amarelos: Diego Giaretta, João Paulo (Atlético-GO); Tiago Ulisses, Xuxa, Júlio César, Pedro Paulo (Guaratinguetá)

***

38ª rodada:
Sexta (29), às 19h30: 
América-MG 0x0 ABC
ASA 1x0 São Caetano
21h: 
Avaí 1x0 Boa Esporte
Sábado (30), às 16h20: 
Chapecoense 1x0 Palmeiras
Paraná 2x0 Icasa
Ceará 0x3 Joinville
Atlético-GO 2x0 Guaratinguetá
América-RN 2x2 Oeste
Sport 0x0 Paysandu
Bragantino 1x1 Figueirense

Classificação:
1º - Palmeiras - 79 pontos 
2º - Chapecoense - 72 pontos
3º - Sport - 63 pontos 
4º - Figueirense - 60 pontos
5º - Icasa - 59 pontos e 18 vitórias 
6º - Joinville - 59 pontos e 17 vitórias
7º - Ceará - 59 pontos e 16 vitórias 
8º - Paraná - 57 pontos e 16 vitórias
9º - América-MG - 57 pontos e 14 vitórias
10º - Avaí - 56 pontos
11º - Boa Esporte - 50 pontos 
12º - Bragantino - 47 pontos e 13 vitórias 
13º - América-RN - 47 pontos e 11 vitórias
14º - ABC - 46 pontos e 13 vitórias 
15º - Oeste - 46 pontos e 11 vitórias
16º - Atlético-GO - 44 pontos
17º - Guaratinguetá - 41 pontos
18º - Paysandu - 40 pontos  
19º - São Caetano - 36 pontos 
20º - ASA - 35 pontos 

0 comentários :

Postar um comentário