domingo, 10 de novembro de 2013

Dia dos goleiros

Marcelo Lomba e Victor fecham o gol, e Bahia e Atlético-MG não saem do zero na Fonte Nova

De Belo Horizonte.
Por Vinícius Silveira.

10/11/2013 - O palco estava formado e o público que lotou as dependências do estádio da Fonte Nova (mais de 35 mil presentes) acompanhou um jogo em que os protagonistas foram os goleiros Marcelo Lomba, do Bahia, e Victor, do Atlético-MG. Sem querer ser muito lógico, mas no dia em que os arqueiros são os melhores em campo, o resultado só poderia ter sido um: 0 a 0. Chances não faltaram, principalmente, pelo lado do Galo, que exigiu e muito do camisa 1 do Tricolor da boa terra na noite deste sábado (9). O Bahia não vence o Atlético há 11 anos.

O resultado não foi prejudicial em nada ao Galo, mas para o Bahia, chega a ser desastroso. A começar por toda expectativa criada diante da partida e o resultado de vitória era esperado por todos os torcedores do Tricolor. O time baiano é o 15º colocado com 39 pontos, correndo sério risco de rebaixamento. O Atlético, contando os dias para o Mundial, é o sexto com 49.

Na próxima rodada, os times jogam na quinta-feira (14). O Bahia viaja até São Paulo para encarar o Santos, no Pacaembu, às 19h30. O Atlético-MG recebe o Internacional no Independência, às 21h.

Foto: Felipe Oliveira/ECBahia/Divulgação

Marcelo Lomba evita a abertura do placar

Todo o espetáculo foi armado pelo Bahia, que convocou o torcedor para ir para cima do Atlético e conquistar a vitória. O problema foram os jogadores que não sentiram o calor do público baiano presente e acabaram levando uma pressão incrível do Galo. De inicio, os tricolores começaram melhor, chegando a ter um gol bem anulado de William Barbio. No decorrer da partida, a qualidade dos alvinegros, principalmente, da linha média para o ataque, foram se sobrepondo à empolgação dos mandantes.

Marcelo Lomba estava predestinado a ser o grande paredão do Bahia. Pelo menos quatro bolas dificílimas pararam nas luvas dele, a contar, também, com a ajuda da trave no chute de Lucas Cândido. Na reta final, o Tricolor deixou a defesa e procurou pressionar, mas as investidas eram muito tímidas, com bolas levantadas na grande área, apenas para consagrar a defesa e o goleiro Victor.

Futebol cai e jogo fica no empate

O jogo começou com o Bahia tentando mudar a postura do primeiro tempo, valorizando mais a posse de bola, que teve controle do Atlético, e passar a atuar no campo de ataque. A mudança aconteceu, mas a pouca inspiração do time baiano permitiu que o Galo, com pouco tempo, retomasse o controle da partida e instigasse o Tricolor ao erro para aproveitar os contra-ataques. A equipe comandada pelo técnico Cuca tinha o jogo nas mãos, embora o futebol dos atleticanos tenha caído bastante.

A melhor chance do Bahia aconteceu em um erro do Galo. Após falta cobrada na grande área, a linha de impedimento dos defensores atleticanos foi mal executada. Obina, em posição legal, ajeitou para Titi, que chutou forte; Victor fez grande defesa. Na sobra, o mesmo zagueiro isolou. O Atlético acordou após este lance e teve duas oportunidades com Diego Tardelli; uma na pequena área, e outra em um chute de longe. As duas pararam nas luvas de Marcelo Lomba. Em um jogo que os dois goleiros foram os melhores em campo, o placar só poderia ser o empate.

Ficha do jogo

Bahia 0 x 0 Atlético-MG

BAHIA:
Marcelo Lomba; Fabricio Lusa, Lucas Fonseca, Demerson (Titi) e Raul; Fahel, Rafael Miranda, Helder e Marquinhos Gabriel; William Barbio (Wallyson) e Fernandão (Obina).
Técnico: Cristóvão Borges

ATLÉTICO-MG:
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Lucas Cândido; Pierre, Josué, Diego Tardelli, Guilherme (Luan) e Fernandinho (Neto Berola); Jô (Alecsandro).
Técnico: Cuca

Local: Estádio Fonte Nova, em Salvador (BA)
Público: 35.249 presentes
Renda: R$558.100
Data: 09/11/2013
Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e José Eduardo Calza (RS)

Cartões amarelos: Pierre e Réver (Atlético-MG)

***


33ª rodada: 
Sábado (9), às 19h30: 
21h: 
Domingo (10), às 17h: 
Cruzeiro x Grêmio 
Atlético-PR x São Paulo 
Internacional x Botafogo 
Ponte Preta x Vitória 
19h30: 
Corinthians x Fluminense 
Náutico x Criciúma 
Vasco x Santos

Classificação:
1º - Cruzeiro - 68 pontos
2º - Atlético-PR - 55 pontos
3º - Grêmio - 54 pontos
4º - Botafogo - 53 pontos e 15 vitórias
5º - Goiás - 53 pontos e 14 vitórias (33 jogos)
6º - Atlético-MG - 49 pontos (33 jogos)
7º - Vitória - 48 pontos
8º - São Paulo - 46 pontos 
9º - Flamengo - 45 pontos (33 jogos)
10º - Santos - 44 pontos
11º - Internacional - 42 pontos e 10 vitórias
12º - Corinthians - 42 pontos e 9 vitórias
13º - Coritiba - 41 pontos (33 jogos)
14º - Portuguesa - 40 pontos (33 jogos)
15º - Bahia - 39 pontos (33 jogos)
16º - Fluminense - 36 pontos, 9 vitórias e -6 gols de saldo 
17º - Vasco - 36 pontos, 9 vitórias e -9 gols de saldo 
18º - Ponte Preta - 34 pontos 
19º - Criciúma - 33 pontos
20º - Náutico - 17 pontos

0 comentários :

Postar um comentário