sábado, 23 de novembro de 2013

Complicou

Ceará perde para o Palmeiras e fica em situação complicada na briga pelo acesso à Série A na última rodada

De São Paulo.
Por Eduardo do Carmo.

23/11/2013 - O Ceará visitou o já campeão Palmeiras, em partida válida pela 37ª e penúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Em duelo cheio de alternativas, o Vozão saiu em vantagem, mas sofreu virada do Verdão, perdeu por 4 a 1 e ficou em situação difícil na busca pelo acesso à primeira divisão.

Vozão larga na frente, mas não segura o campeão Palmeiras.
(Foto: cearasc.com)

O Palmeiras foi o mandante do duelo, mas vendeu a partida para o estádio Morenão, em Campo Grande (MS). A torcida palmeirense sul-mato-grossense gostou da ideia, já que viu o seu clube receber o troféu de campeão da competição. O público foi de 7.121 torcedores para uma renda de R$444.725,00.

O Verdão não contou com o zagueiro Vilson, o volante Wesley, o meio-campista Mendieta e o atacante Vinícius. Todos vetados pelo departamento médico. Voltando de lesão, Léo Gago não viajou com a equipe palmeirense, assim como Ronny e Luis Felipe. Pelo Ceará, Rogerinho cumpriu suspensão por ter levado o terceiro cartão amarelo na rodada anterior.

O atacante do Ceará, Magno Alves, autor do tento solitário da equipe visitante, chegou aos 34 gols na temporada e é o artilheiro maior do futebol brasileiro em 2013. Em seguida, estão Hernane (Flamengo) e Bruno Rangel (Chapecoense), ambos com 33.

Na última rodada, o Palmeiras encerra a sua segunda passagem na série B contra a também classificada Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó, Santa Catarina. O Ceará, por sua vez, buscará o acesso, no Castelão, quando recebe o Joinville. Todas as partidas serão realizadas no sábado, às 16h20 (horário de Brasília).

O Vozão precisa da vitória e torcerá por tropeços de Figueirense, quarto colocado, e Icasa, quinto. Os três estão com 59 pontos, porém, o Ceará é o pior no critério de desempate, o número de vitórias (16, contra 18 dos adversários).

O jogo

Já no primeiro minuto, o Ceará apareceu com perigo no ataque. Vicente avançou pela esquerda e cruzou para Lulinha, que desviou para o gol. Fernando Prass defendeu e salvou o Palmeiras. Aos 3, o Verdão respondeu pelo lado direito. Serginho invadiu a área, bateu cruzado, mas Fernando Henrique encaixou.

O time alviverde seguiu no campo ofensivo e quase abriu o marcador com Eguren, que recebeu de Leandro e cabeceou rente à trave direita. Aos 15, foi a vez do Ceará com Lulinha. Potiguar ajeitou de cabeça e o meia chegou batendo para o gol. Bem colocado, Prass espalmou. O lance acordou o Palmeiras, que teve outra grande oportunidade aos 19. Livre, na entrada da área, Serginho finalizou e Fernando Henrique fez boa defesa.

Um minuto depois, o Vozão voltou ao ataque e não desperdiçou a chance. Magno Alves invadiu a área, passou pela marcação e chutou rasteiro no canto esquerdo de Prass: 1 a 0. Nesse momento, um dos adversários do Ceará pelo G4, o Icasa, empatava com a Chapecoense por 1 a 1. Com isso, o alvinegro estava provisoriamente na zona de classificação.

Os visitantes quase ampliaram o placar aos 29, quando Prass saiu mal em um cruzamento e a bola sobrou na entrada da pequena área para o zagueiro Gustavo, que mandou por cima do gol. E aquele ditado ''quem não faz, toma'' apareceu aos 31. Em cobrança de falta, Felipe Menezes colocou na área e Eguren desviou de cabeça, na saída de Fernando Henrique, para deixar tudo igual: 1 a 1.

Pouco depois, lá no Romeirão, boa notícia para o Ceará. A Chapecoense vencia o Icasa por 2 a 1, aos 23 do segundo tempo. No Morenão, após o empate, o jogo ficou morno e a primeira etapa seguiu igual.

Antes do início do segundo tempo, o placar final na partida em Juazeiro do Norte já era conhecido: Icasa 1 x 2 Chapecoense. Com o resultado, mesmo em caso de empate, o Ceará entraria no G4. No entanto, o Palmeiras virou o placar.

O Ceará, porém, teve duas boas chances nos primeiros movimentos. Aos 6, Vicente cruzou da esquerda e Juninho se atrapalhou. A bola sobrou para Lulinha, que desviou e viu Prass salvar o Verdão. Aos 9, Marcos tentou por cobertura e o goleiro palmeirense desviou para escanteio.

Já aos 14, o Palmeiras fez o segundo. Charles subiu mais do que a zaga cearense e venceu o goleiro Fernando Henrique. Aos 17, Alan Kardec recebeu falta dentro da área: pênalti. O próprio Kardec cobrou e ampliou o resultado.

Em cobrança de falta, aos 23, Ricardinho chutou forte, mas Fernando Prass espalmou para escanteio. Essa foi a única oportunidade do Ceará para uma reação. A partir daí, o Palmeiras dominou as ações e, aos 34, fez o quarto. Leandro driblou Fernando Henrique e fez a festa da torcida alviverde mais uma vez.

Aos 39, Valdivia entrou no lugar de Felipe Menezes e, em seu primeiro toque, reclamou de um tapa do lateral Vicente. O lance ocasionou uma confusão no gramado. Na volta, nada mais aconteceu e a torcida do Palmeiras, aos gritos de ''é campeão'', presenciou a festa do elenco.

***

37ª rodada: 
Sexta (22), às 19h30: 
21h50: 
Sábado (23), às 16h20: 
17h20: 
Oeste 2x4 Atlético-GO 
Guaratinguetá 3x4 Paraná 
Paysandu 0x1 Bragantino 
21h: 
São Caetano x América-RN

Classificação:
1º - Palmeiras - 79 pontos 
2º - Chapecoense - 69 pontos
3º - Sport - 62 pontos 
4º - Figueirense - 59 pontos, 18 vitórias e 11 gols de saldo 
5º - Icasa - 59 pontos, 18 vitórias e -2 gols de saldo
6º - Ceará - 59 pontos e 16 vitórias 
7º - Joinville - 56 pontos e 16 vitórias 
8º - América-MG - 56 pontos e 14 vitórias 
9º - Paraná - 54 pontos 
10º - Avaí - 53 pontos 
11º - Boa Esporte - 50 pontos 
12º - Bragantino - 46 pontos 
13º - ABC - 45 pontos e 13 vitórias
14º - América-RN - 45 pontos, 11 vitórias e -8 gols de saldo (36 jogos)
15º - Oeste - 45 pontos, 11 vitórias e -14 gols de saldo 
16º - Guaratinguetá - 41 pontos, 11 vitórias e -10 gols de saldo 
17º - Atlético-GO - 41 pontos, 11 vitórias e -11 gols de saldo
18º - Paysandu - 39 pontos  
19º - São Caetano - 35 pontos (36 jogos)
20º - ASA - 32 pontos 

0 comentários :

Postar um comentário