sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Chegando...

Joinville abre três, Paysandu esboça reação, mas JEC consegue a vitória e encosta no G-4

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

01/11/2013 - Em situações distintas, Joinville e Paysandu precisavam da vitória no confronto da 33ª rodada da Série B. O JEC ainda sonha com o acesso a Série A e o Papão luta contra o fantasma do rebaixamento. Quem levou a melhor na partida na Arena Joinville foi o time da casa, que abriu três gols, viu o adversário encostar, mas fez o quarto e matou o jogo. O último gol catarinense foi polêmico e o técnico Vágner Benazzi, do Papão, foi expulso. Com o resultado de 4 a 2, o Joinville chegou aos 52 pontos e ocupa o sexto lugar. A situação do Paysandu ficou ainda mais complicada. Com 35 pontos, o time está na 18ª posição.

Na próxima rodada, o Joinville enfrentará o líder Palmeiras, no Pacaembu, no sábado (9), às 16h20. No mesmo dia, o Paysandu receberá o Oeste no Mangueirão, às 17h20.










Foto: CBF.com.br

O jogo

O primeiro tempo de partida foi muito movimentado. As duas equipes precisavam da vitória e, por isso, o jogo foi aberto. No entanto, o Joinville foi mais efetivo e conseguiu rever as oportunidades em gol. O Paysandu só conseguiu ser mais ofensivo no final do primeiro tempo, quando já tinha 2 a 0 de desvantagem no marcador.

O JEC começou pressionando o adversário desde o princípio do duelo. No primeiro minuto do jogo, após de cobrança de escanteio, Rafael cabeceou na trave. Dois minutos depois, Diogo Oliveira avançou, chutou, mas a bola desviou na zaga e sobrou para Edu. O atacante, de cara para o goleiro do Paysandu, perdeu uma chance clara. Aos oito minutos, Augusto Recife cruzou para Edu, dentro da área, que mandou forte de primeira. A bola passou à direita do gol.

O Papão chegou pela primeira vez aos dez minutos. Em um contra-ataque veloz, Eduardo Ramos avançou e encontrou a defesa do JEC desarrumada. Com liberdade, o atacante chutou cruzado, mas a bola bateu no pé da trave. O Paysandu fechou a sua marcação e o time anfitrião passou a ter mais dificuldade para infiltrar no campo adversário.

A equipe catarinense achou espaço, aos 29 minutos, para marcar o primeiro gol. Em cruzamento de Rafinha, pelo lado esquerdo, a bola passou por toda a extensão da área e sobrou para Diogo Oliveira, livre, mandar para o fundo das redes. O segundo gol veio em seguida. Três minutos depois, Edigar Junio recebeu dentro da área e só teve que empurrar para o gol.

O Paysandu acordou na partida após os gols e foi para cima no final do primeiro tempo. Aos 40 minutos, Gaibu cruzou na esquerda e Nicácio cabeceou. Ivan defendeu no reflexo, Eduardo Ramos tentou no rebote e o goleiro defendeu novamente. No lance seguinte, Eduardo Ramos cobrou escanteio e o zagueiro Leonardo chutou na trave.

No segundo tempo, o Papão jogou melhor, porém, desperdiçou boas oportunidades. O Joinville, por sua vez, não perdeu a chance que teve. Aos 16 minutos, Rafinha cobrou falta da direita, a bola desviou no meio do caminho e sobrou para Wellington Bruno marcar o gol.

Apesar de estar perdendo por 3 a 0, o time paraense chegou a assustar e por pouco não conseguiu o empate. Aos 23 minutos, Djalma tocou curto o escanteio para Alex Gaibu, que cruzou e Leonardo desviou de cabeça para dentro do gol. Artur cruzou na área, aos 30 minutos, e Careca acertou uma cabeçada certeira. No entanto, a reação do Paysandu parou no gol do Joinville, aos 33 minutos. Matheus salvou o Papão duas vezes, porém, no terceiro chute, Marcelo Costa marcou o quarto e liquidou a partida. Esse gol rendeu muita reclamação por parte do banco e treinador do Paysandu. O técnico Vagner Benazzi gerou muita confusão e foi expulso.

Ficha de jogo:

Joinville 4 x 2 Paysandu

JOINVILLE:
Ivan; Naldo (Carlos Alberto), Jussani, Rafael e Rafinha; Recife; Diogo Oliveira, Marcelo Costa e Wellington Bruno (Marcos Winícius); Edu (Fernando Viana) e Edigar Júnio.
Técnico: Sérgio Ramirez

PAYSANDU:
Matheus; Yago Pikachu, Fábio Sanches, Leonardo e Alex Gaibú; Artur (Dirceu), Zé Antonio, Jaílton (Djalma) e Eduardo Ramos; Nicácio (Heliton) e Careca.
Técnico: Vagner Benazzi

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 01/11/2013
Horário: 19h30

Gols: Diogo Oliveira, aos 29, Edigar Junio, aos 32 minutos do primeiro tempo, Wellington Bruno, aos 16, e Marcelo Costa, aos 33 minutos do segundo tempo (Joinville); Leonardo, aos 23, e Careca, aos 30 minutos do segundo tempo (Paysandu)

Árbitro: Claudio Mercante Júnior (PE)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Lilian da Silva Fernandes (RJ)

Cartões amarelos: Naldo e Carlos Alberto (Joinville); Careca, Alex Gaibu, Jaílton (Paysandu)

***

Sexta (1), às 19h30: 
Joinville 4x2 Paysandu 
21h: 
América-MG 1x0 ASA 
Icasa 1x0 Boa Esporte 
21h50: 
Atlético-GO 1x3 Ceará 
Sábado (2), às 16h20: 
Paraná x Palmeiras 
Guaratinguetá x Chapecoense 
17h20: 
Sport x São Caetano 
ABC x América-RN 
21h: 
Oeste x Bragantino 
Domingo (3), às 17h: 
Avaí x Figueirense

Classificação:
1º - Palmeiras - 69 pontos 
2º - Chapecoense - 60 pontos 
3º - Sport - 53 pontos e 17 vitórias 
4º - Icasa - 53 pontos e 16 vitórias (33 jogos)
5º - Avaí - 53 pontos e 15 vitórias
6º - Joinville - 52 pontos (33 jogos)
7º - América-MG - 51 pontos (33 jogos)
8º - Paraná - 50 pontos e 14 vitórias
9º - Ceará - 50 pontos e 13 vitórias (33 jogos)
10º - Figueirense - 46 pontos
11º - Boa Esporte - 44 pontos (33 jogos)
12º - Guaratinguetá - 40 pontos
13º - Bragantino - 39 pontos e 11 vitórias
14º - América-RN - 39 pontos, 10 vitórias e -9 gols de saldo
15º - Oeste - 39 pontos, 10 vitórias e -14 gols de saldo
16º - ABC - 35 pontos e 10 vitórias
17º - Atlético-GO - 35 pontos, 9 vitórias e -9 gols de saldo (33 jogos)
18º - Paysandu - 35 pontos, 9 vitórias e -15 gols de saldo (33 jogos)
19º - São Caetano - 31 pontos
20º - ASA - 26 pontos 
(33 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário