terça-feira, 26 de novembro de 2013

A bola pelo mundo #5

Destaque para os muitos clássicos eletrizantes ao redor do planeta, além de goleadas e cenas lamentáveis

De Aracaju.
Por Henrique Ferrera.

26/11/2013 - O fim de semana do futebol internacional pós-data FIFA deixou vários clássicos programados. E a rodada não decepcionou, com jogos sensacionais como a volta de Götze a Dortmund, e os excelentes dérbis disputados no Uruguai e na Inglaterra.


Premier League

O Tottenham foi ao Etihad Stadium com a melhor defesa do campeonato, com seis gols sofridos. Só que o Manchester City em sua casa é imbatível, e os Spurs voltaram de lá com mais seis. A equipe de Manuel Pellegrini mostrou todo seu poderio junto à sua torcida e construiu o 6 a 0 com tranquilidade - gols de Jesús Navas (duas vezes), Agüero (duas vezes), Negredo e Sandro (contra) -, chegando ao quarto lugar.

Mas o grande jogo da rodada foi o Merseyside Derby. Um jogo com alternância de vantagem, goleiros muito bem, atacantes brilhando e muita pegada dos dois lados. Em quinze minutos de jogo, Coutinho já havia aberto o placar, Mirallas empatado e Suárez feito um belo gol de falta. Allen teve a chance de matar o jogo em Goodison Park, mas desperdiçou incrivelmente. Lukaku foi lá, e depois de parar em Mignolet várias vezes, virou a partida com dois gols. Mas, já no final, Sturridge - que havia sido reserva - desviou de cabeça e deu os números finais ao 3 a 3.

E o Southampton tinha tudo para estar mais à frente na tabela, se não fosse o goleiro Boruc. Os Saints já haviam desperdiçado pontos porque o goleiro tomou um gol de outro goleiro na sua área, mas desta vez ele se superou: tentou driblar Giroud por três vezes, e acabou pateticamente entregando a bola ao francês, que fez os dois gols da vitória do Arsenal por 2 a 0 no Emirates Stadium.

Classificação após [12] rodadas:
1º Arsenal (28)
2º Liverpool (24), saldo +11 e 24 gols pró
3º Chelsea (24), saldo +11 e 21 gols pró
4º Manchester City (22), saldo +22
5º Southampton (22), saldo +8
Artilheiro: Sergio Agüero (Man City), com 10 gols

Bundesliga

Um jogaço no Signal-Iduna Park. Borussia e Bayern fizeram mais um grande jogo desta recente trajetória, e a equipe de Pep Guardiola provou que está um patamar acima. Vitória inapelável na casa do adversário por 3 a 0. Depois de um primeiro tempo equilibrado, finalizado no zero, Guardiola mandou Thiago Alcântara e Götze a campo. Mario Götze foi muito vaiado pela equipe da casa, mas melhorou o seu time, e quis o destino que ele abrisse o placar. No final, dois contra-ataques fatais, e Robben e Müller mataram a partida.

Classificação após [13] rodadas:
1º Bayern Munique (35)
2º Bayer Leverkusen (31)
3º Borussia Dortmund (28)
4º Borussia Mönchengladbach (25)
5º Wolfsburg (22)
Artilheiro: Robert Lewandowski (Dortmund), com 9 gols

Serie A TIM

O Napoli não anda em grande fase, mas ainda tinha uma bela invencibilidade em seu estádio. Mas bem na véspera de uma decisão na Champions League, o Napoli acabou sucumbindo no San Paolo, perdendo para o Parma por 1 a 0. A equipe gialloblu foi muito bem postada na defesa, anulando o setor ofensivo napolitano. Na frente, Cassano fez um gol, mais do que suficiente para que os três pontos fossem para Parma.

Fase ruim mesmo vive o Milan. Kaká até tentou, abrindo o placar logo aos quatro minutos, mas um pênalti aos 9, deixou tudo igual no placar - Gilardino marcou. Balotelli também teve a chance de marcar em penalidade máxima, só que bateu muito mal, levando os ultras milanistas à loucura. Nem a inferioridade numérica do Genoa foi capaz de ajudar o Milan, que viu a torcida fazer emboscada aos jogadores e ao técnico e fazer muita pressão.

Classificação após [13] rodadas:
1º Juventus (34)
2º Roma (33)
3º Napoli (28)
4º Internazionale (26)
5º Fiorentina (24)
Artilheiro: Giuseppe Rossi (Fiorentina), com 11 gols

Primera División

O Atletico de Madrid continua voando. Diego Costa também. Recebeu o Getafe, que faz boa campanha, no Vicente Calderón, e não teve dó: fez 7 a 0. Raúl García abriu o placar, e Lopo fez contra. Juan Valera foi expulso no final do primeiro tempo, dando sinal verde para o que viria a seguir. David Villa, novamente Raúl García, Diego Costa de bicicleta, David Villa de novo e Adrián marcaram na segunda etapa, esmagando o pobre Getafe.

Outro que está em grande fase é Carlos Vela. Foi ele quem abriu o placar em San Sebastián, logo aos 6 minutos. Mas a Real Sociedad viu o Celta virar com dois gols de Rafinha e um de Álex López. Vela apareceu para diminuir a desvantagem, e se aproveitou da expulsão de Fontàs, e marcou mais duas vezes, fazendo os quatro gols da vitória da Sociedad por 4 a 3.

Depois de ver os canteranos merengues Morata e Jesé começarem a se destacar no galático Real Madrid, o Barcelona resolveu mostrar que La Masia ainda é referência em categoria de base. Contra o Granada, Traoré fez sua estreia pelos profissionais, com 17 anos, e mostrou muita ousadia, ao partir para cima dos adversários na vitória do Barça por 2 a 0.

Classificação após [14] rodadas:
1º Barcelona (40)
2º Atletico de Madrid (37)
3º Real Madrid (34)
4º Villareal (27)
5º Athletic Bilbao (26)
Artilheiro: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), com 17 gols

Ligue 1

O destaque na França é a falta de gols cada vez mais característica do campeonato. Dos vinte times, apenas três fizeram dois gols ou mais nesta rodada, sendo eles o PSG, Lorient e Marseille. O Monaco venceu o Nantes fora de casa, por 1 a 0, mas tem poderio para fazer mais. O resto dos times, não deve melhorar muito mais seu nível. Destaque também para o Lille, que venceu o Toulouse por 1 a 0, e chegou à nove jogos sem sofrer gol.

Classificação após [14] rodadas:
1º Paris Saint Germain (34)
2º Lille (30)
3º Monaco (29)
4º Olympique de Marseille (24)
5º Nantes (23)
Artilheiro: Edinson Cavani (PSG), Radamel Falcao (Monaco) e Zlatan Ibrahimovic (PSG), com 9 gols

Outros destaques

O campeonato uruguaio foi o mais empolgante do final de semana. Apesar das cenas lamentáveis da torcida do Peñarol quebrando o estádio Centenário, no final os carboneros só celebraram, afinal, venceram um dos maiores clássicos do mundo contra o rival Nacional. O herói foi Jonathan Rodríguez, que marcou duas vezes.

Mas o melhor jogo de 2013 com certeza foi Rentistas e Defensor. Dentro de casa, o Rentistas esteve atrás no placar por 3 a 1 e 4 a 2 na primeira etapa. O Defensor chegou a estar vencendo por 5 a 3 no meio da segunda etapa, mas o Rentistas foi lá buscar o empate heroicamente. Heroicamente mesmo, era o que viria a seguir, já que com um a menos, Marcelo Fernández fez o gol da virada do Rentistas, levando a pequena torcida do Bicho à loucura.

No Paraguai, o Cerro Porteño chegou ao 30º título paraguaio, ao empatar com o Libertad e conquistar o Clausura de forma invicta. Após assistir o quase sucesso do Olimpia na Libertadores, o Ciclón, comandado pelo ex-palmeirense Chiqui Arce, fez uma campanha espetacular e levantou a taça.

Mas nem tudo são flores: muitas cenas deploráveis no fim de semana. Na terceirona inglesa, um torcedor lunático invadiu o gramado para tentar agredir o goleiro do Leyton Orient, sem sucesso. A torcida do Milan fez emboscada para pressionar o elenco. O árbitro Danny Makkelie precisou se esconder no vestiário para que a torcida do Go Ahead Eagles não o matasse. Alguns torcedores do Saint-Etiènne jogaram cadeiras nos torcedores do Nice, e um deles quase caiu das bancadas. No estádio do Hull City, a torcida protestou contra a possível mudança de nome, e foi censurada pelos fiscais ingleses. E para terminar, o brasileiro Paulão saiu chorando ao ser chamado de macaco por seus próprios torcedores.

0 comentários :

Postar um comentário