sábado, 7 de setembro de 2013

Segue o jejum

Muita chuva e pouco futebol marcaram duelo entre Vitória e Atlético-MG. Leão vencia até minutos finais

De Belo Horizonte.

Por Eduardo Henrike. 

07/09/2013 – Neste sábado, Vitória e Atlético Mineiro se enfrentaram no estádio do Barradão, em Salvador, pela 19ª rodada, fechamento do primeiro turno do Brasileirão. Debaixo de muita chuva, a partida terminou empatada por 1 a 1, com gols de Marquinhos para os baianos e Neto Berola para os mineiros. Com o resultado, o Vitória completou cinco partidas seguidas sem conseguir vencer, com quatro derrotas e um empate. Já o Atlético aumentou a sequência para oito jogos invicto, entretanto, com seis empates e apenas duas vitórias. São três empates seguidos do Galo.

O jogo marcou a estreia na beira do campo do treinador do Vitória, Ney Franco, que havia acompanhado a derrota para o Flamengo no meio da semana das tribunas. Neste momento, o Vitória é o 12º colocado na tabela de classificação com 23 pontos. Já o Galo é o primeiro time fora da zona de rebaixamento, na 16ª posição, com 22 pontos.


O Vitória, de Maxi, cedeu empate no fim.
(Foto: Divulgação/Site oficial do Esporte Clube Vitória)

Na próxima rodada, o Vitória viaja para enfrentar o Internacional no Rio Grande do Sul, no estádio do Vale, na quinta-feira (12), às 19h30. O Galo receberá o Coritiba no Independência, às 21h do mesmo dia. 

O jogo 

A partida começou muito equilibrada, com as duas equipes errando muitos passes e sofrendo forte marcação. Mesmo jogando fora de casa, o Galo tomou a iniciativa e ficava mais com a bola nos pés. Quando a bola estava com o Vitória, Ronaldinho Gaúcho era o jogador mais avançado do Galo, se posicionando como o centroavante Jô, que desfalcou o time servindo à seleção brasileira. Assim que o Atlético retomava a posse de bola, R10 recuava para armar as jogadas. 

Mas quem comemorou primeiro foi o torcedor do Vitória, que aos 16 minutos, viu o zagueiro Emerson, do Galo, recuar para o goleiro Victor e a bola parar na poça de água. Victor dividiu com o atacante Dinei e a bola sobrou limpa para Marquinhos chutar para o gol vazio, inaugurando o placar. 

O Galo não conseguia fazer a ligação do meio-campo com o ataque, errava muitos passes, e apresentava novamente um futebol muito ruim, longe daquele que o consagrou campeão da Libertadores. O Vitória marcava muito bem, com seus jogadores demonstrando vontade nas disputas de bola, mas não conseguia criar chances claras de gols. 

Aos 30 minutos, o Atlético perdeu sua chance mais clara do primeiro tempo. Após rebote da cobrança de escanteio, Guilherme brigou pela bola, fez boa jogada na linha de fundo e cruzou na pequena área. Na tentativa de fazer o gol, o zagueiro Leonardo Silva acabou tirando a bola dos pés de Tardelli e Ronaldinho, que estavam logo atrás. Com o goleiro Wilson vendido na jogada, seria o gol de empate. Oito minutos depois veio a resposta do Vitória. Maxi Biancucchi recebeu a bola livre dentro da área e chutou forte, mas na rede pelo lado de fora. 

Na volta para o segundo tempo, o técnico Cuca promoveu a entrada de Luan e Dátolo nos lugares de Rosinei e Guilherme, e o time melhorou. Mas, novamente, quem chegou primeiro foi o Vitória, novamente com o argentino Maxi Biancucchi, que passou com facilidade pelo lateral Richarlyson e cruzou rasteiro. A bola atravessou toda a área do Galo, levando perigo à meta de Victor. 

Aos 18, Ronaldinho mostrou que está mesmo bem treinado em cobranças de faltas. Após marcar por duas vezes no meio de semana contra o Fluminense, ele cobrou mais uma falta com maestria na entrada da área, só que desta vez, a bola passou rente a trave esquerda do goleiro Wilson. O Atlético pressionava, mas não conseguia furar o bloqueio defensivo dos baianos, até que aos 41 minutos, um descuido do ataque do Vitória provocou um contra-ataque rápido do Galo. A bola foi lançada por Luan para Fernandinho, e o zagueiro do Vitória, Kadu, retribuiu a falha de Emerson. Na tentativa de interceptar a bola, deu um passe açucarado para Neto Berola, que de primeira, marcou o gol de empate contra seu ex-clube. 

Antes do fim da partida, o Galo teve mais uma chance de perigo com Luan, que chutou de fora da área. A bola quicou antes do goleiro Wilson, que deu rebote. Na sobra, a zaga tirou para escanteio.



Ficha do jogo: 

Vitória 1 x 1 Atlético-MG

VITÓRIA:

Wilson, Ayrton, Victor Ramos, Kadu, Juan, Michel, Luís Cáceres, Renato Cajá (Alemão), Marquinhos (Neto Coruja), Maxi Biancucchi (Leilson) e Dinei.

Técnico: Ney Franco



ATLÉTICO:

Victor, Michel, Leonardo Silva, Emerson, Richarlyson, Josué, Rosinei (Luan), Ronaldinho Gaúcho, Guilherme (Dátolo), Diego Tardelli (Neto Berola) e Fernandinho.
Técnico: Cuca

Motivo: 19ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 07/09/2013

Local: Estádio Barradão, em São Paulo (SP)
Renda: R$ 87.782,00
Público: 9.211 pagantes

Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Junior (SP) e Wagner de Almeida Santos (RJ)

Gols: Marquinhos (Vitória), aos 16 do primeiro tempo, e Neto Berola (Atlético Mineiro), aos 41 minutos do segundo tempo



***


19ª rodada: 
Sábado (7), às 18h30: 
21h: 
Grêmio 3x2 Portuguesa 
Domingo (8), às 16h: 
Cruzeiro x Flamengo 
Coritiba x São Paulo 
Corinthians x Náutico 
18h30: 
Vasco x Atlético-PR 
Criciúma x Botafogo

Classificação:
1º - Cruzeiro - 37 pontos (18 jogos)
2º - Grêmio - 34 pontos (19 jogos)
3º - Atlético-PR - 33 pontos, 10 gols de saldo e 34 gols pró (18 jogos)
4º - Botafogo - 33 pontos, 10 gols de saldo e 30 gols pró (18 jogos)
5º - Internacional - 30 pontos (18 jogos)
6º - Corinthians - 29 pontos (18 jogos)
7º - Goiás - 26 pontos (19 jogos)
8º - Santos - 25 pontos e 6 gols de saldo (17 jogos)
9º - Coritiba - 25 pontos e 1 gol de saldo (18 jogos)
10º - Criciúma - 23 pontos e 7 vitórias (18 jogos)
11º - Vasco - 23 pontos, 6 vitórias e -3 gols de saldo (18 jogos)
12º - Vitória - 23 pontos, 6 vitórias e -4 gols de saldo (19 jogos)
13º - Bahia - 23 pontos, 6 vitórias e -6 gols de saldo (19 jogos)
14º - Fluminense - 22 pontos e 6 vitórias (19 jogos)
15º - Flamengo - 22 pontos, 5 vitórias e -3 gols de saldo (18 jogos)
16º - Atlético-MG - 22 pontos, 5 vitórias e -4 gols de saldo (18 jogos)
17º - Portuguesa - 19 pontos (19 jogos)
18º - São Paulo - 18 pontos (18 jogos)
19º - Ponte Preta - 15 pontos (18 jogos)
20º - Náutico - 8 pontos (17 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário