domingo, 1 de setembro de 2013

Empate sem sabor

Em duelo equilibrado, com pequenos lampejos, opostos Botafogo e São Paulo ficam no 0 a 0 no Maracanã. Ambos lamentam

De Belo Horizonte.
Por Rodolpho Victor.

01/09/2013 - Na casa do futebol brasileiro, jogando para vencer ou vencer, Botafogo e São Paulo ficaram no 0 a 0. A partida deste domingo foi marcada pelos passes errados e alguns lampejos dos ataques. O Botafogo jogava para chegar na liderança e torcer pelo rival carioca, o Vasco, na partida que encerra a rodada, contra o Cruzeiro. O Tricolor paulista, que passa por uma crise, segue no Z-4, três pontos atrás do Fluminense, primeiro fora da zona da degola. A esperança da torcida é o jogo a menos que será realizado na terça (3), contra o Náutico.


Foto: Vitor Silva/SSPress/Divulgação Botafogo

Com esse resultado, o São Paulo segue na vice-lanterna do Brasileirão. O tricolor conquistou 15 pontos em 16 jogos disputados. Na próxima terça-feira (3), às 21h, visita o Timbu na Arena Pernambuco.

O Botafogo lamenta o empate porque uma vitória resultaria na liderança momentânea. O alvinegro segue na quarta posição, com 30 pontos em 17 jogos. Na quinta-feira (5), novamente no Maracanã, recebe o Coxa às 19h30.
Detalhando o jogo

A partida começou com muitos passes errados. Aos seis minutos, Antônio Carlos recebeu sozinho na área e furou duas vezes. Grande chance desperdiçada. A zaga do São Paulo vacilou e Elias arriscou de longe. Ceni só acompanhou a bola ir para a linha de fundo.

Júlio César entrou chapelando Rodrigo Caio, e foi derrubado na área. O árbitro marcou tiro de meta. Aos 13, Osvaldo entrou pelo lado direto da zaga alvinegra e bateu cruzado. Edílson cortou para a linha de fundo. Reinaldo invadiu a área aos 22 minutos e Renan se antecipou e fez o corte. No último minuto do morno primeiro tempo, Seedorf saiu na cara do gol, mas se atrapalhou e perdeu a bola.

Os técnicos de Bota e São Paulo voltaram com os mesmos times para o segundo tempo. No primeiro lance, Osvaldo recebeu lançamento e, bisonhamente, deixou a bola bater em suas costas. Aos quatro minutos, Elias deixou de peito para Seedorf, que nem deixou a bola cair, e mandou o sapato de fora da área; a bola explodiu no travessão. Rogério desviou com a unha. Em resposta, Osvaldo mandou na rede pelo lado de fora, com perigo. Aos 14, Marcelo Mattos saiu para entrada de Renato.

Lucas Evangelista invadiu a área e bateu cruzado, até demais; a bola saiu pela lateral. Seedorf bateu falta bem colocada e a bola passou por cima. Rafael Marques arriscou da entrada da área e Ceni pegou com tranquilidade. Aos 18 minutos, Wellington entrou no ataque tricolor, para a saída de Osvaldo.

Aos 25 minutos, Júlio César cruzou e Lodeiro cabeceou com perigo. Autuori colocou o zagueiro Paulo Miranda no lugar do volante Fabrício, aos 29. Rodrigo Caio passou para o meio-campo. Wellington invadiu a área e Dória cortou com precisão. Sem muitas chances nos últimos minutos, a partida terminou com 50 minutos. O resultado não agradou a ninguém.


Ficha do jogo:

Botafogo 0 x 0 São Paulo


BOTAFOGO:
Renan; Edílson, Bolívar, Dória e Júlio César; Marcelo Matos (Renato), Gabriel, Lodeiro, Seeedorf e Rafael Marque; e Elias.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

SÃO PAULO:
Rogério Ceni, Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Reinaldo; Wellington, Fabrício (Paulo Miranda), Jadson (Negueba), Ganso e Lucas Evangelista; Osvaldo (Wellington).
Técnico: Paulo Autuori

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 01/09/2013
Horário: 16h

Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)


Cartões amarelos: Bolívar (BOT); Douglas, Jadson, Wellington, Antônio Carlos (SAO)


***

Brasileirão - 17ª rodada:
Sábado (31), às 18h30: 
Grêmio 1x0 Ponte Preta 
21h: 
Domingo (1), às 16h: 
Coritiba 0x0 Internacional 
18h30: 


Classificação:
1º - Cruzeiro - 34 pontos (17 jogos)
2º - Grêmio - 31 pontos (17 jogos)
3º - Atlético-PR - 30 pontos e 9 gols de saldo (17 jogos)
4º - Botafogo - 30 pontos e 8 gols de saldo (17 jogos)
5º - Corinthians - 29 pontos (17 jogos)
6º - Coritiba - 25 pontos (17 jogos)
7º - Internacional - 24 pontos (16 jogos)
8º - Bahia - 23 pontos e 6 vitórias (17 jogos)
9º - Goiás - 23 pontos e 5 vitórias (17 jogos)
10º - Vitória - 22 pontos e 6 vitórias (17 jogos)
11º - Santos - 22 pontos e 5 vitórias (15 jogos)
12º - Criciúma - 20 pontos e 6 vitórias (17 jogos)
13º - Atlético-MG - 20 pontos, 5 vitórias e -4 gols de saldo (16 jogos)
14º - Vasco - 20 pontos, 5 vitórias e -6 gols de saldo (17 jogos)
15º - Flamengo - 19 pontos (17 jogos)
16º - Fluminense - 18 pontos (17 jogos)
17º - Portuguesa - 16 pontos (17 jogos)
18º - Ponte Preta - 15 pontos e 4 vitórias (16 jogos)
19º - São Paulo - 15 pontos e 3 vitórias (16 jogos)
20º - Náutico - 8 pontos (15 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário