sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Boa vantagem

Botafogo leva gol no fim, mas consegue vantagem de dois gols no primeiro jogo das oitavas da Copa do Brasil contra o Atlético

Do Rio de Janeiro.
Por Bruno Santana, do Geral das Alterosas.


23/08/2013 - Botafogo e Atlético Mineiro se enfrentaram na noite desta quinta-feira (22), no Maracanã, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2013. Com um bom início de jogo, o Galo chegou a pular na frente na Cidade Maravilhosa. Porém, erros defensivos fizeram com que o time visitante perdesse o domínio do jogo e tomasse quatro gols bobos. Guilherme fez um gol no final da partida que recolocou o Atlético novamente no campeonato.

Mas a missão do time que realizou duas viradas heroicas diante o Newell's Old Boys e o Olimpia na Libertadores não é fácil. O Galo terá que vencer por 2 a 0 ou 3 a 1 para seguir na competição. Caso vença por 4 a 2, a disputa irá para as penalidades. O Fogão poderá perder por um gol de diferença. O jogo de volta será na próxima quarta-feira, dia 28, no Independência, em Belo Horizonte. 

Vitinho foi o nome do jogo.
(Foto: Vitor Silva/SSPress/Divulgação Botafogo)

Galo pula na frente e Botafogo empata com Lodeiro

O Atlético daria sinais que se sairia bem no Maracanã. Empurrado pelo grito dos atleticanos, minoria no estádio, o Galo chegou ao ataque diversas vezes antes de abrir o placar. Aos quatro minutos, Fernandinho saiu em disparada, cortou para o meio e finalizou rente a trave esquerda de Jefferson. Aos 20 minutos, não teve jeito. Luan roubou a bola e tocou para Ronaldinho Gaúcho, que acionou Marcos Rocha dentro da grande área. O lateral tocou no canto esquerdo de Jefferson. Galo 1 a 0.

As sobras de fora da área foram o caminho da virada do Botafogo. Aos 28 minutos, o Fogão achou um gol. Lodeiro recebeu e meteu a bola com curva no canto esquerdo de Victor, empatando a partida. 1 a 1. Aos 31 minutos, Vitinho, novamente de fora da área, assustou Victor, chutando em seu canto esquerdo. Dessa vez, a bola saiu.

O Galo voltou a assustar no fim do primeiro tempo. Aos 42, em falta sofrida por Fernandinho, R10 cobrou e assustou Jefferson. Os comandados de Cuca ainda tiveram tempo para outra jogada ofensiva. Em tabela entre Fernandinho e R10, o atacante finalizou e o goleiro defendeu.

Em falhas defensivas, Atlético se perde no Rio

O Atlético dava sinais de que dominaria as ações do segundo tempo. Porém, um erro pôs tudo abaixo. Réver errou um passe na saída de bola pela esquerda e a bola chegou a Lodeiro na lateral direita. O jogador do Botafogo ganhou de Marcos Rocha, cruzou e Leonardo Silva deu um carrinho, empurrando a bola contra o próprio gol. Fogão 2 a 1.

Novamente a sobra e novamente gol do Botafogo. Em bola rebatida, Rafael Marques acertou o canto esquerdo de Victor. 3 a 1.

Depois da entrada de Neto Berola, o Galo passou a contar com faltas sofridas pelo atacante para erguer bolas na área do Botafogo, mas sem efetividade. Irreconhecível em campo, o Atlético ainda conseguiu piorar a sua situação. O volante Pierre vacilou no meio-campo, o meia Vitinho ficou com a bola e finalizou no canto esquerdo do goleiro Victor: 4 a 1.

Tudo perdido para o campeão da Libertadores, certo? Errado! O Galo deu uma reagida com um passe de Ronaldinho e Guilherme marcou o segundo gol do Atlético, dando uma chama de esperança para a torcida que acreditou em coisas impossíveis na maior competição continental. Botafogo 4 x 2.

Será que teremos mais uma da saga "Milagres do Horto"?

Ficha do jogo:

Botafogo 4x2 Atlético-MG

Botafogo: Jefferson; Gilberto, Bolívar, Dória e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Alex (Henrique), Lodeiro e Vitinho (Lucas Zen); Rafael Marques. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Júnior César; Pierre, Josué (Guilherme), Ronaldinho, Luan e Fernandinho (Neto Berola); Jô (Alecsandro). Técnico: Cuca

Motivo: Primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil
Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22 de agosto, às 21h50

Gols: Marcos Rocha, aos 20 minutos; Lodeiro, aos 28 minutos primeiro tempo. Leonardo Silva (contra), aos quatro minutos; Rafael Marques, aos 11 minutos; Vitinho, aos 40 minutos; Guilherme, aos 43 minutos do segundo tempo

Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Herman Brumel Vani (SP) e Celso Barros de Oliveira (SP)

Cartão amarelo: Gilberto, Gabriel e Marcelo Mattos (Botafogo); 
Luan (Atlético)

Público pagante: 16153
Público presente: 20286

0 comentários :

Postar um comentário